Mantega nega inflação e diz que PIB deverá trazer notícias positivas

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, declarou que não existe uma inflação de demanda no Brasil. Na véspera do anúncio do PIB do primeiro semestre, Mantega disse acreditar que o indicador trará “notícias positivas”.
“A economia está crescendo de forma robusta e sustentada. Não acredito que haja uma inflação de demanda, tivemos aumentos pontuais”, declarou.
“Não podemos nos precipitar em função de algumas elevações pontuais que são comuns em uma economia como a do Brasil”, declarou.
O ministro disse ainda que, apesar de a demanda estar aquecida, ela está sendo suprida pela produção nacional e por importações. Ele lembrou que o país está próximo de colher o que se estima ser a maior safra da história, o que terá influência nos preços de alimentos. Depois de se reunir com governadores do Nordeste, Mantega admitiu a possibilidade de o governo não enviar ainda neste mês ao Congresso Nacional o projeto de reforma tributária, como estava previsto. “A reforma tributária só será apresentada quando estiver madura. Se necessário esperar algumas semanas, nós esperamos. É perfeitamente razoável”, afirmou.
Mantega apresentou aos governadores um projeto para a criação de um Fundo de Desenvolvimento Regional, que seria uma forma de compensar o fim da guerra fiscal entre os Estados. Falta definir, no entanto, como será feito a transição entre os dois modelos e como serão tratados os contratos de incentivos fiscais já existentes.
“Ainda não está em seu formato definitivo e a posição dos governadores é que temos que aprofundar essas questões. Evidentemente existem custos para os Estados que têm que ser levados em conta”, disse.
Os governadores do Nordeste declararam apoio à prorrogação da CPMF com a alíquota de 0,38%.
Apesar de o líder do governo no Senado ter dito hoje que o governo poderá sinalizar a redução da alíquota no longo prazo, o ministro disse que não há mudanças no entendimento da equipe econômica.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email