Mantega apresentará proposta ao PSDB para apoio à prorrogação

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que deve finalizar em “dois, três dias” uma proposta ao PSDB, que condiciona o apoio à prorro-gação da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimenta-ção Financeira) até 2011 a uma série de concessões do governo na área tributária.

“Estamos elaborando uma proposta e acho que podemos chegar num entendimento. Hoje estaremos concluindo essa proposta e vamos subme-tê-la a todos os participantes deste processo: à nossa base, os nossos aliados e o PSDB”, disse.

Mantega lembrou que a PEC que prorroga o imposto do cheque precisa ser aprovada até dezembro. “Eu pretendo finalizar essa proposta nos próximos dois, três dias, para dar andamento o mais rápido possível a este processo. Caso contrário, vamos morrer na praia e não ter tempo necessário para a aprovação do projeto até dezembro”.

Segundo ele, há uma sintonia entre governo e oposição em relação a mais recursos para a saúde. “Acho que este é o ponto mais forte desta proposta, conciliar a regulamentação da emenda 29 com uma destinação da CPMF mais incisiva para a saúde. Não haverá dificuldade para viabilizar esse ponto da proposta”.

O ministro disse que a saúde recebe 42% dos recursos da CPMF. “Nós esta-ríamos aumentando a destinação para 43%, 44%, 45%. O número não está fechado, ainda vai ser discutido e negociado”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email