14 de maio de 2021

Manauscult propõe fomentar o Turismo na Capital

Os planos para o Turismo de diversas regiões do Brasil e do mundo sofreram alterações significativas devido à pandemia de covid-19, portanto, os esforços públicos estão concentrados no combate à doença e na própria recuperação do setor. Apesar do atual cenário, a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos de Manaus (Manauscult) começou a planejar ações específicas para alavancar o Turismo da cidade de Manaus nos próximos quatro anos, incluindo o acolhimento dos trabalhadores que estão em situação de vulnerabilidade social, o apoio a projetos do trade e a promoção de capital do Amazonas em feiras e eventos.

Objetivando superar os impactos causados pela pandemia, a Manauscult está implantaando uma campanha nas mídias sociais especializadas a fim de reverter a imagem negativa que o destino acumulou ao longo de 2020, por conta da pandemia.

“A capital da Amazônia está no olho do furacão, mas isso não será para sempre. Os empresários precisam respirar e a cidade precisa se estruturar melhor, resgatar e repaginar a sua imagem. Serão quatro anos desafiadores, mas com trabalho, dedicação e resiliência, vamos tratar Manaus com o devido respeito que ela merece”, ressaltou Oreni Braga diretora de Turismo do órgão.

Planos para o Turismo até 2024

Além das ações para enfrentar a crise, a Manauscult planeja desenvolver ações de Planejamento e Segurança Jurídica, do Plano Municipal de Turismo, do Plano de Marketing do Turismo, além da reativação do Fundo Municipal de Turismo.

“O Turismo é a indústria da paz e do desejo, e muita gente sente desejo de vir conhecer Manaus. Porém, precisamos investir mais em novos voos, apoiar mais os empresários do setor com linhas de financiamento que sejam acessíveis, melhorar a infraestrutura de mobilidade da cidade e estruturar melhor os atrativos para que o turista tenha uma permanência maior e consuma mais os nossos produtos”, afirmou Oreni.

Em relação à estratégia de capacitação, as ações visam capacitar e qualificar os prestadores de serviços turísticos na capital. No que se refere à infraestrutura, a fundação pretende sinalizar os atrativos culturais que foram restaurados no centro histórico da cidade. Já as estratégias de divulgação incluem a participação efetiva nas feiras e eventos de interesse turístico de Manaus e apoio aos famtours e press trips que dão demandados por parceiros.

Daqui até 2025, é objetivo da Manauscult conquistar novos voos para consolidar a cidade como o hub da Amazônia Internacional e captar recursos para implantar projetos inéditos, como o Centro Cultural Latinoamericano, a segunda etapa da Sinalização Turística de Manaus, e o Maior Parque Temático da América do Sul.

Atualmente, Manaus conta com 280 guias de Turismo que vivem da atividade, hotéis que empregam mais de 60 mil pessoas, artesãos que vivem de suas produções e canoeiros que constituíram suas cooperativas. “Manaus é uma metrópole como qualquer outra do Brasil. Aliás, Manaus está entre as dez cidades mais ricas do País e merece um olhar diferenciado como um dos destinos turísticos referendados pelo Ministério do Turismo e pela Embratur”, afirmou Oreni. “Na gestão do prefeito David Almeida, Manaus por certo receberá o tratamento devido. O Brasil e o mundo ouvirão, novamente, notícias boas e sedutoras de Manaus como destino turístico para se conhecer e viver experiências únicas”, destacou.

Quem pode acessar o Crédito Emergencial do Turismo?

Uma injeção econômica em tempos de pandemia do Covid-19, é o que os empresários do setor turístico do Amazonas estão recebendo através do Crédito Emergencial disponibilizado pelo Governo do Amazonas por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam). Para instruir o trade em relação ao acesso a esse crédito, a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) produziu uma Cartilha Digital que explica detalhes para os interessados no auxílio financeiro.

O objetivo do Crédito Emergencial é ajudar empresas afetadas pela pandemia, tanto na capital quanto no interior. Os valores dos financiamentos variam de R$ 500 a 100 mil, de acordo com a atividade produtiva de crédito do interessado.

“Nossa contribuição com essa cartilha é informar diretamente aos empresários do turismo que eles podem contar com essa linha de crédito estadual. Mais uma vez o Amazonas é duramente atingido pela pandemia nessa segunda onda da Covid. O crédito emergencial surge como um socorro aos empresários nesse momento em que todos estão contabilizando prejuízos”, disse a presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros.

Para ter acesso ao crédito  as empresas devem estar listados no Cadastro Nacional das Empresas de Turismo (Cadastur) do Ministério do Turismo, por exemplo: acampamento turístico, agência, casa de espetáculos e equipamentos de animação, centro de convenções, empreendimento de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva, empreendimento de entretenimento e lazer e parque aquático.

Somente os guias de turismo cadastrados como microempreendedores individuais (MEI) também poderão ter acesso ao recurso. Locadora de veículos para turistas, meio de hospedagem, organizadora de eventos, parque temático, prestador de serviços de infraestrutura de apoio a eventos, prestador especializado em segmentos turísticos, restaurante, cafeteria, bar e similares e transportadora turística completam a lista. A cartilha está disponível em: www.amazonastur.am.gov.br

Segundo a Afeam, as taxas de juros variam de 3,6% a 9,6% ao ano, com bônus de adimplência de 25%. Para ter acesso ao programa, o interessado precisa enviar as documentações que constam no site da Afeam e, dependendo do valor solicitado, também é exigida garantia de avalista.

Os recursos podem ser usados para custear a folha de pagamento, aluguel, contas de consumo e outros custos necessários para a manutenção da atividade produtiva. O crédito pode ser empregado, também, na aquisição de máquinas, equipamentos, móveis e utensílios. Podem ser empregados, ainda, em reformas e construções.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email