Manaus escolhe nesse domingo seu novo prefeito pelos próximos quatro anos pelo menos. A escolha tem relevância ainda maior quando se sabe que a capital costuma influenciar decisivamente os destinos do Estado.

Se Amazonino Mendes (Podemos) vencer, crescem as chances do retorno ao poder do senador Eduardo Braga (MDB), daqui a dois anos.

A vitória de David Almeida (Avante) pode ter dois significados: um reforço na posição do governador Wilson Lima (PSC), que o apoia discretamente, ou a criação de um novo grupo político, capaz de lançar uma terceira via em 2022 para enfrentar tanto o atual governante quanto o senador.

Para a cidade, a escolha é clara entre uma liderança consagrada, porém bastante envelhecida, que pode fazer uma administração segura, mas distante, e alguém que chega com sangue novo e muita vontade, mas ainda é uma incógnita administrativa.

O atual prefeito, Arthur Virgílio Neto (PSDB), também envolveu-se discretamente neste segundo turno, em favor de Amazonino. E sonha ainda, aos 75 anos, em chegar ao Governo do Estado. Sua chance maior, entretanto, é a de retornar ao Senado.

São várias, portanto, as vertentes que estarão em jogo na eleição deste domingo, mas para a população – a maioria alheia à política na maior parte do tempo – o que interessa mesmo é resolver os problemas do caótico sistema de transporte coletivo, do trânsito confuso e engarrafado, dos buracos que persistem nas ruas, principalmente naquelas secundárias, etc.

Os problemas do dia a dia se somam àqueles trazidos pela pandemia, que obrigarão o novo prefeito a administrar recursos ainda mais limitados e uma saúde ameaçada de colapso, por conta justamente do aumento da contaminação pela Covid-19.

A capital verde vai dizer o que quer para o seu futuro e deverá faze-lo dividida. Dificilmente um dos dois concorrentes vencerá com larga margem de votos, o que o obrigará a respeitar o contraditório e abrir ainda mais os ouvidos para ouvir a voz rouca das ruas.

Quem sentar na cadeira de prefeito no dia primeiro vai enfrentar um desafio inédito.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email