Manaus terá bandeira 2 nos táxis até 1º de janeiro de 2010

Entrou em vigor ontem, 1º, a tradicional bandeira 2 dos táxis em Manaus, que vai até o dia 1º de janeiro de 2010. Com a nova tarifa, as corridas ganham um acréscimo de 20%. No período normal, a bandeira 2 é válida de segunda a sexta-feira, das 22h até às 6h. Com a mudança, todas as corridas em qualquer horário passam a integrar a nova taxa que é implantada a fim de compor o 13º salário dos taxistas. O presidente do Sintax-AM (Sindicato dos Condutores Autônomos e Taxistas de Manaus), Luiz Augusto Aguiar, informou que a prática é amparada pelo decreto municipal de número 4.856, de 14 de fevereiro de 2000, assinado pelo então prefeito de Manaus, Alfredo Nascimento.
Segundo o presidente, os taxistas de Manaus faturam em média R$ 120 por dia. Com a nova tarifa, um incremento de 20% é previsto. “O taxista espera, assim como qualquer outro trabalhador, ter o seu 13º. O que as pessoas precisam entender é que o preço das corridas não vai dobrar. Se você faz um percurso, custando R$ 10, com a bandeira 2 esse valor passa para R$ 12, por exemplo. A bandeira 2 não é nenhum bicho de sete cabeças” enfatizou Aguiar. Hoje em Manaus, segundo informações do Sintax, existem pouco mais de 4 mil taxistas registrados.
Quando questionado sobre adotar uma política utilizada em São Paulo, onde os profissionais do segmento dão descontos de até 30% nesta época do ano, quando a demanda tende a aumentar, o presidente disse ser inviável tal ação em Manaus. De acordo com o mesmo, a presença de mototaxistas, inúmeros meios de transporte clandestinos, incluindo táxis “piratas” e a falta de fiscalização, cria uma concorrência desleal, o que impossibilita implantar um programa de descontos. Luiz Augusto Aguiar acredita que cada profissional deve decidir se vai dar desconto e de quanto este deve ser, não sendo estipulado pelas empresas, como acontece com alguns radiotáxis. Segundo Aguiar, o segmento fatura em torno de R$ 6 milhões por ano e o último reajuste de tarifa da categoria, aconteceu em 2006.
O taxista Ivailton Veron acredita que com a bandeira 2, há um aumento significativo ao seu faturamento, confirmando o incremento de 20%. O mesmo informou que faz uma média de 20 corridas por dia. Para ele, nada mais justo do que ter o mesmo direito de trabalhadores de outros segmentos, que recebem o benefício. A industriária Silvana Nogueira é usuária do serviço e não acha correto o aumento da tarifa, já que a tendência no final do ano é aumentar o fluxo de passageiros. Por outro lado, ela diz sempre receber descontos que variam de 20% a 30% em corridas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email