Manaus tem maior presença feminina na chefia

Apesar de ainda sofrerem com maiores taxas de desemprego e menor renda no comparativo com os homens, as mulheres estão cada vez mais presentes no mercado formal de trabalho e com acesso crescente aos cargos de chefia e gerência, de acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego. Em Manaus, informações da BPW indicam que a participação feminina nos cargos de comando está em ascensão.
Mesmo buscando uma carreira bem-sucedida, as mulheres têm procurado ainda priorizar o equilíbrio entre a vida familiar, como mãe e esposa, com a vida profissional, organizando a casa, a renda e o desenvolvimento pessoal próprio, aponta a presidente da BPW-Manaus (Business and Professional Women, ou Associação da Mulheres de Negócios e Profissionais), Grace Zamperlin.
As mulheres continuam recebendo menos do que os homens, segundo Grace, mesmo quando ocupam cargos semelhantes. Na capital amazonense, essa diferença na remuneração pode chegar a 40% em alguns casos. “Há dados que indicam que as mulheres têm muito o que comemorar, mas nem tudo já aconteceu aqui no Brasil”, comentou.
Contudo, Grace disse acreditar que o momento não é mais de briga entre os sexos, mas de desfrutar das conquistas. “Lutamos muito e mostramos do que somos capazes. Está na hora de colher o que foi plantado, pois vivemos em um momento privilegiado”, afirmou a presidente da associação. “O importante é que está sendo garantida a participação feminina no mercado, tirando-as da informalidade”, completou.

Ser mãe e trabalhadora é o desafio

No Millennium Shopping, quase metade do corpo de colaboradores é formado por mulheres. São 43% entre todos os setores, desde a área de limpeza, passando pelo controle financeiro e se estendendo ao topo, com Heloísa Damasceno no comando do centro de compras desde outubro do ano passado. Do total de empresários do mall, as mulheres representam 26%.
Para a superintendente do shopping, o desafio é mesmo conciliar a vida familiar, o ser mãe e esposa, e a vida profissional. “É preciso ter muito jogo de cintura”, comentou, ressaltando que não vê dificuldades em administrar pelo fato de ser mulher. “Os problemas que vejo não são particulares da diferença de sexos, mas enfrentamos aquelas inerentes ao mercado, como eles”, afirmou.

Aumento na
remuneração

Informações do Ministério do Trabalho e Emprego sinalizam não apenas para a maior presença feminina no mercado de trabalho, mas também para o crescimento real da remuneração em relação a dos homens. De acordo com os últimos dados da Rais (Relação Anual de Informações Sociais), há dois anos o salário médio delas equivalia a 83,2% da remuneração da mão-de-obra masculina, contra 82,1% de 2005.

Elas ganham programas exclusivos

Com a maior representatividade no quadro de colaboradores das empresas, é mais frequente também o desenvolvimento de programas específicos para elas, principalmente em função de peculiaridades características do sexo feminino, como a gravidez. Exemplo disso é o programa Nascer Bem, iniciado pela Vivo em meados do ano passado.
De acordo com o médico do programa, Eduardo Oliveira, o projeto surgiu quando se constatou o grande número de afastamentos em virtude de gestação. Das 77 pessoas afastadas, 70 estavam de licença maternidade.
Atualmente, a organização conta em todo o país com 46% de mulheres no quadro de funcionários efetivos. Em Manaus, a participação delas é de 67%. “Além disso, quase 90% estão entre 25 e 30 anos, ou seja, em idade fértil”, comentou Oliveira, ressaltando fatores que levaram a Vivo a iniciar o programa, que se estende também aos homens, pois suas esposas e filhas gestantes podem participar. Desde o início do Viver Bem, já foram atendidos 110 casais.

Serviços
prestados

Com iniciativas como acompanhamento nutricional, cursos para pais, suporte on-line com profissionais especializados, boletins informativos semanais, dentre outras ações, os colaboradores contam com o programa até o primeiro mês após o nascimen

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email