Manaus sobe posições no ranking da Firjam

No Estado, Manaus subiu uma posição e ocupou a liderança. Entre as capitais brasileiras, a cidade avançou quatro posições

Os novos prefeitos eleitos vão começar o seu mandato, em 2009, tendo às mãos indicadores de qualidade de vida da população dos municípios que assumem. É um trabalho de fôlego, desenvolvido pelo corpo técnico do Sistema Firjan, com consulta a especialistas externos. Foram mapeados indicadores para todos os 5.564 municípios brasileiros, que retratam as três principais áreas desenvolvimento humano: emprego e renda, educação e saúde.
Manaus, Presidente Figueiredo, Novo Airão, Anori e Canutama são os municípios, pela ordem, que ocupam as primeiras posições no Amazonas no ranking do IFDM do Sistema Firjan, apurado para 2005. Os cinco municípios com menores indicadores e classificação de baixo desenvolvimento são Santa Isabel do Rio Negro, Juruá, Santo Antônio do Içá, Borba e Japurá.
No ranking do Estado, a capital amazonense avançou uma posição e ocupou a liderança, desbancando Santa Isabel do Rio Negro, que trocou o primeiro lugar, em 2000, para a 58ª colocação, em 2005. A melhoria valeu a Manaus, com 0,7190 pontos, o ganho de 1.571 posições no ranking nacional dos municípios brasileiros, saltando do 2.399º para o 828º lugar, entre 2000 e 2005.
Entre as capitais brasileiras, Manaus trocou o último lugar no ranking, avançando quatro posições em relação a 2000. Brasília, que liderava o ranking das capitais, passou para a quinta posição, e Curitiba, que estava na terceira colocação, tomou a dianteira em 2005.
Dos 62 municípios existentes no Amazonas, em 2005, 13 acusaram redução de pontos no IFDM e cinco estão com classificação de baixo desenvolvimento humano. A maioria dos municípios do estado, no entanto, teve melhoria das condições de vida, ou seja, 79% estão numa situação melhor à que se encontravam em 2000.
O desempenho de seus municípios em relação ao restante do país promoveu melhora na colocação do Amazonas no ranking nacional dos estados: trocou a 27ª posição, em 2000, para a vigésima, em 2005. Em comparação com 2000, o IFDM do Amazonas, com 0,5909 pontos em 2005, aumentou 23,5%, enquanto no Brasil o crescimento foi de 19,4% e 15,5%, na média, nos demais estados brasileiros.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email