Manaus discute legislação e turismo na Copa do Mundo

A cidade de Manaus começou a discutir, ontem, as alternativas básicas para a montagem de uma estrutura que deixe a cidade totalmente pronta para receber as delegações de países de todo o mundo que virão participar da Copa do Mundo 2014. Toda a legislação esportiva está sendo discutida, porque é uma exigência da Fifa que todas as sub-sedes da Copa estejam preparadas para receber bem os visitantes.
O deputado federal Lupércio Ramos (PMDB), responsável pela realização do 1º Fórum Legislativa nas Cidades-Sedes da Copa, em Manaus, explicou que o comitê gestor nomeado pelo governador Eduardo Braga, tendo à frente o secretário de Planejamento, Denis Minev, já se adiantou no debate da legislação vigente e já começou a adaptá-la ao novo momento vivido pela capital. Ele disse que a legislação vigente no país, que começa a ser discutida hoje, pode ser alterada dependendo das discussões que serão travadas no forum e da necessidade de sua adaptação para a realização da Copa. “Manaus, por exemplo, tem dois objetivos básicos com a realização dessa Copa do Mundo, que é a sua adaptação à legislação e a implantação de uma estrutura de turismo que permita à cidade receber os visitantes”, garantiu.
Lupércio também frisou que, dependendo das discussões que estão sendo travadas, os recursos que devem ser liberados para Manaus podem até mesmo ser maiores do que o esperado. “Conosco, neste fórum, estão presentes representantes dos ministérios do Esporte, do Turismo, do Senado e da Câmara federal, do BNDES, CBF e Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, que serão encarregados de agregar valores às necessidades da cidade, inclusive aportando os valores necessários para a montagem da estrutura que vai permitir Manaus receber as delegações esportivas com todas as facilidades possíveis”.
O parlamentar explicou que uma comissão de sistematização composta por membros indicados por cada uma das entidades promotoras vai recolher os subsídios r sugestões de cada Fórum Estadual. Esses subsídios serão sistematizados em um único documento-básico, que será entregue diretamente aos Ministros do Esporte e Turismo e será utilizado para a convocação do 11º Congresso Brasileiro de Atividades Turísticas, que se realizará em novembro deste ano, em Brasília.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email