18 de abril de 2021

Manaus deve ganhar incremento de 30% na geração

A Amazonas Energia revelou planos de um provável aumento no fornecimento de eletricidade para Manaus em audiência pública realizada na segunda-feira, 20

A Amazonas Energia revelou planos de um provável aumento no fornecimento de eletricidade para Manaus em audiência pública realizada na segunda-feira, 20. De acordo com a explicação apresentada no evento, a consulta era para uma geração de 400 MW a mais para a cidade, ou em torno de um terço de sua atual capacidade instalada (1.300 MW).
Segundo um dos diretores da concessionária, Coronel Bolsinhas, a audiência pública é uma determinação da Constituição (lei 8.666/93). A lei prevê que tramitações de valor superior ou igual a R$ 150 milhões devem ser apresentadas à sociedade por meio de audiências.
Em nota, a assessoria de comunicação da Amazonas Energia informou que ainda não há previsão para a publicação do edital com a licitação para o projeto de implementação da nova potência de 400MW, pois ainda será iniciado o trabalho para elaboração do Termo de Referência e das especificações técnicas.
Na semana passada, o presidente da Amazonas Energia, Pedro Hosken, admitiu em entrevista à imprensa que há falhas na distribuição de energia da cidade. O dirigente afirmou que um dos motivos do problema era ocasionado por interrupções ditas como programáveis.
Questionado sobre se as notas divulgadas das interrupções programadas estavam sendo avisadas de fato para a população, o dirigente garantiu que sim. Mas salientou que haverá uma intensificação nos próximos dias.

Consumo em alta

Pedro enfatizou que capacidade instalada é suficiente para atender a população, porém responsabilizou o usuário residencial pela sobrecarga da rede. “Com o uso contínuo, sobretudo de ar-condicionado, as linhas de transmissões existentes na área urbana acabam não suportando o alto consumo. Como medida de segurança, os circuitos das estações e subestações acabam interrompendo o serviço”, justificou.
Bairros como Glória, São Raimundo e Vila da Prata, todos localizados na zona oeste, tiveram o fornecimento interrompido durante 15 vezes consecutivas na madrugada de domingo para segunda.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email