2 de dezembro de 2021

Manaus, da internet para o mundo

Desde que a internet chegou a Manaus, em fins da década de 1990, os serviços disponibilizados por esse sistema global de redes de computadores interligados, tem evoluído de uma forma tal, que não se sabe o que virá no instante seguinte. Dos computadores com telas pretas e letras e números verdes, cuja única serventia era guardar grande quantidade de arquivos, passando pelo surgimento dos sites e depois as redes sociais, aos atuais apps (aplicativos), capazes de nos prestar os mais inimagináveis serviços, ficamos à espera do próximo passo.

No Amazonas, duas instituições responsáveis pelo apoio a eventos culturais, a ManausCult, pelo município, e a SEC (Secretaria do Estado de Cultura) pelo Estado, buscam nessas ferramentas tecnológicas uma forma a mais para divulgar para a cidade, o Estado, o país e o Mundo, como estão as atividades culturais. As principais formas utilizadas pelas duas instituições são o site (o primeiro site do mundo completou no dia 20 passado, 27 anos) e o Facebook (que em fevereiro completará 14 anos e é um site, um dos pioneiros, e o mais acessado, entre as redes sociais), mas as demais redes sociais entram no rol.

“O site Viva Manaus (vivamanaus.com) foi pensado e implantado para ser a porta de entrada de informações sobre a cidade, seus atrativos turísticos (culturais e naturais), além de conter informações sobre a agenda cultural da cidade de Manaus, baseada na colaboração. É uma agenda aberta a todos os tipos de evento: público, privado, pago ou gratuito, porque entendemos que integram e fomentam a cena local.

Qualquer pessoa pode cadastrar seu evento, basta preencher os campos disponibilizados. Além disso, o site conta com tradução automática para inglês, francês e espanhol”, explicou Steffanie Schmidt, assessora de comunicação e marketing da ManausCult.

“Na última campanha, de Réveillon, registramos visitantes à pagina dos seguintes países EUA (574), Peru (101), Portugal (72), além de Holanda, França, Argentina, Moçambique, Reino Unido e Azerbaijão”, listou, e completou. “A cada campanha de eventos como Boi Manaus, Carnaval, Réveillon, temos patrocínio georreferenciado nas redes sociais para tentar alcançar esse público, uma vez que se trata de um custo baixo para um longo alcance”.

“No Facebook registramos seguidores da página em Portugal, EUA, Espanha, Itália, Argentina, Peru, França, Alemanha, Suíça, que são basicamente os mesmo países onde temos alcance, incluindo aí Índia, Colômbia, Venezuela, México e Japão”, disse.

Já os possíveis visitantes recebem uma atenção especial através de uma ferramenta específica.
“Normalmente recebemos por meio do nosso ‘Fale Conosco’ pedidos de informações sobre agências de passeios.

Essa é a maior demanda por parte deles. Já os manauaras solicitam coisas mais específicas como o nome do artista que gostariam de ver em algum evento, tanto nacional quanto local, além de tirarem dúvidas sobre horário de funcionamento dos espaços culturais, entre outras coisas”, concluiu.

Divulgação sob todas as formas
Além do site (www.cultura.gov.am.br) e do Facebook, a SEC também utiliza as redes sociais mais acessadas no planeta para divulgar seus eventos.

“No Facebook fazemos transmissões ao vivo de concertos”, falou o assessor de comunicação da SEC. “Também temos como aliados nessas divulgações o YouTube, o Twitter e o Instagram. E mantemos um número de WhatsApp (9 9222-5377), para envio de agenda cultural. A SEC também tem um aplicativo, que está sendo reformulado no momento, no qual o usuário terá acesso a toda agenda cultural diária da SEC nas categorias cinema, cursos, dança, exposições, festivais, infantil, música, teatro e outros. É possível, ainda, visitar virtualmente os espaços da Secretaria por meio do Cultura 360 (http://www.cultura.am.gov.br/360-2/), que mostra os centros culturais através da tecnologia imersiva com visão em 360 graus”, explicou.

E muita gente quer saber um pouco mais sobre o Amazonas. “Nos últimos 30 dias, em consulta ao Google Analytics, o site recebeu visitas de todos os Estados brasileiros, principalmente do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, além de outros países como Estados Unidos, França, Espanha, Itália, Portugal, para citar os principais. No Facebook temos mais visitas de fora, do Rio de Janeiro e São Paulo. E ainda tem o e-mail também, que recebe solicitações de programação para as férias ou fim de ano, de turistas que querem passar as férias na capital amazonense”, completou. “Geralmente esses turistas pedem a agenda de eventos de um mês específico (o mês em que eles estarão em Manaus). Fora esses pedidos, há dúvidas simples sobre ingressos ou gratuitade de eventos, horário de abertura dos locais e outros, e procuramos dar o máximo de informações possíveis sobre o Estado através dessas facilidades que temos hoje”, informou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email