Manaus continua sendo a sétima cidade mais populosa do país

Manaus é a sétima capital do país em população e a primeira da região Norte, ao passo que o Amazonas é a 13ª unidade federativa nesse quesito em todo o Brasil. Os dez maiores municípios amazonenses representam 70% da população do Estado, sendo que só a capital concentra 53% desse contingente. Manaquiri possui a maior taxa de crescimento e Japurá a menor, mas pelo menos oito municípios amazonenses tiveram quedas de população

Os dados foram divulgados pelo IBGE, nesta quinta (27). A publicação anual das estimativas da população residente nos municípios brasileiros obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013. As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são fundamentais para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos. 

Em 1º de julho de 2020 o Brasil contava com 211,8 milhões de habitantes, distribuídos pelos 5.570 municípios que compõem as 27 unidades da federação, com um acréscimo populacional de 0,77% em relação ao ano anterior. Segundo o IBGE, pouco mais da metade da população brasileira (57,6% ou 122 milhões) está concentrada em apenas 5,8% dos municípios (326), que são aqueles com mais de 100 mil habitantes. A maior parte dos municípios (67,9% ou 3.783) possui até 20 mil habitantes e abrigam só 15% dos brasileiros (31,8 milhões).

Capital x interior 

O Amazonas com sua população de 4.207.714 ocupa a 13ª posição no ranking nacional, e sua população representa 2% do contingente nacional. Na região Norte, o Estado só perde para o Pará (8.690.745). Manaus passou a ter 2.219.580 habitantes, de acordo com a estimativa de 2020, e continua como a sétima maior cidade brasileira em quantitativo populacional, sendo a primeira do Norte. Sua taxa de crescimento geométrico, entre 2019 e 2020, foi de 1,69%. A capital com o maior número de expansão em todo o país é Boa Vista (+5,12%) e Porto Alegre registra o menor percentual da lista (+0,30%). As capitais tiveram aumento superior à média do país (0,84% contra 0,77%)

Os dez maiores municípios amazonenses concentram 2.926.552 habitantes e representam 70% da população total. Conforme o IBGE, a ordem não tem se alterado nos últimos anos. Japurá, Itamarati e Silves foram os três com menor população, seguidos de Itapiranga, Amaturá, Caapiranga e Uarini. Em 2020, Japurá atingiu sua menor população, como consequência da taxa de crescimento negativa aplicada a cada ano em sua população.

Manaus foi o município que mais incorporou população em 2020 (36.817 pessoas); Itacoatiara (1.364), Tabatinga (1.338), Maués (1.135) e Manacapuru (1.125), formam o grupo dos municípios com maior incremento populacional em 2020. Por outro lado, houve oito municípios com perda de população: Fonte Boa (-604), Japurá (-504) e Jutaí (-431).

Percentualmente, os municípios que mais cresceram na comparação 2020 com 2019, foram Manaquiri (2,94%), Santa Isabel do Rio Negro (2,82%) e Juruá (2,68%). Já os que mais caíram foram: Japurá (-18,29%), Fonte Boa (-3,43%) e Jutaí (-3,01%).

“As estimativas de 2020 mostram uma Manaus cada vez mais dominante em termo populacional. Quantos aos municípios, a maioria possui taxa de crescimento positiva. No entanto há alguns com taxa negativa. A concentração da maioria da população em poucos municípios também é algo que a pesquisa está demonstrando”, arrematou o supervisor de disseminação de informações do IBGE-AM, Adjalma Nogueira Jaques.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email