6 de dezembro de 2021

Manaus, 352 Anos de miscigenação cultural!

A origem da cidade está na fundação do forte de São José do Rio Negro, que deu início ao núcleo urbano da capital amazonense. Neste dia, 24 de outubro, no ano de 1848, a vila de Manaós foi elevada a categoria de cidade, inicialmente chamada de Barra do Rio Negro. Construído pelos portugueses, o forte teve como função combater as investidas espanholas ao território amazônico. O nome tem suas raízes na nação indígenas dos “manaós” que viviam nessa região.

Manaus expandiu-se com a demanda mundial da borracha e a riqueza obtida com a extração e exportação do látex deixou marcas arquitetônicas que dão um toque de luxo ao centro histórico com dezenas de palacetes suntuosos preservados e o melhor espaço para espetaculo do mundo – o Teatro Amazonas.

O Mercado Municipal de Manaus, fundado em 1882, é um dos mais importantes centros de comercialização de produtos regionais como frutas, especiarias e peixes de água doce. Inspirado no Mercado de Les Halles de Paris, em estilo Art Noveau, o mercadão tem um pavilhão central ladeado por outros dois, em ferro fundido, e pórtico de ferro rendilhado com vitrais, é parada obrigatória dos turistas. Palácios em estilo art nouveau espalham-se pelo Centro e, bem preservados, abrigam espaços culturais. O conjunto arquitetônico da Alfândega e Guarda Mouria no Complexo Portuário, a Torre com farol (hoje desativado), que orientava os navios que aportavam no Roadway – o maior porto flutuante do mundo, chegando a ter variações de nível com mais de 10m entre a enchente e a vazante do rio Negro.

A capital amazonense fica no coração da maior floresta tropical do planeta, é também conhecida pelas praias de água doce, como a Ponta Negra, Tupé, da Lua e o enigmático “encontro” das águas escuras do rio Negro com as barrentas do Solimões, que caminam juntos por mais de três quilômetros e nunca se misturam. É um verdadeiro convite à imersão na cultura indígena, nos cheiros cores e sabores das frutas e da exêntrica gastronomia. Em meio a tanta diversidade ecológica, a cidade abriga a Zona Franca de Manaus, um dos maiores polos industriais do Brasil.

Agenda Cultural

Em alusão ao aniversário da cidade, celebrado no dia 24 de outubro, a Prefeitura de Manaus participa da realização do Circuito Cultural Manaus 352 anos, em parceria entre a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). 

Uma miscigenação de ritmos e culturas estarão unidas para animar o público presente no circuito cultutal da capital durante sete dias de festividades. As comemorações começaram dia 15 e seguem até o dia 21 de outubro reunindo artistas consagrados das mais diversas vertentes musicais, além de bandas de samba, pagode e boi-bumbá.

Circuito Cultural comemora os 352 Anos de Manaus 352 com uma mistura de estilos e ritmos que embalam a capital mais famosa da Amazônia – Foto: Divulgação

Circuito Cultural Manaus 352 anos 

São eventos realizados pela Prefeitura em parceria com a Secretaria Estadual de Cultural (SEC), na Avenida do Samba, na Zona Oeste da cidade. O acesso ao evento é totalmente agendado pelo portal da Cultura (cultura.am.gov.br), e é preciso estar totalmente vacinado contra a Covid-19 com limitações de público a mil pessoas por noite. 

O prefeito de Manaus, David Almeida, se reuniu com os artistas de toadas da cidade e o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira. Devido à situação pandêmica, o evento acontecerá de forma híbrida, com transmissão ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura e da Fundação Municipal de Cultura, Eventos e Turismo (Manauscult)

Os festejos estão sendo realizados na Avenida do Samba, ao lado do Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho – Sambódromo de Manaus, no bairro de Flores, no período de 15 a 21 de outubro, a partir das 18h. A programação conta com a conhecida Feirinha do Tururi, que vai juntar o ritmo do boi-bumbá com o samba, com a participação das escolas de samba de Manaus.

Manhã Cultural prá Valer

Para comemorar os 352 anos da cidade de Manaus, a quarta edição do ‘Manhã Cultural’, realizado pela Editora Valer, homenageará a capital amazonense, com o tema ‘A cidade de Manaus’ e levará ao Parque do Mindu, neste sábado (23), exposições e muitos livros. O evento começa às 8h e segue até às 11h.

A programação conta com autores renomados do cenário nacional, que apresentarão os livros mais recentes, editados pela Valer. De acordo com a diretora de eventos da Valer, Marília Maciel, o ‘Manhã Cultural’ especial aniversário de Manaus vai ser interativo. “Vamos ter a conversa com autores, exposições, grandes lançamentos e teremos um momento para cantar parabéns para nossa cidade, com direito a um bolo em homenagem aos 352 anos da capital amazonense”.

Além das apresentações das obras, a Valer vai proporcionar uma exposição no parque municipal, a famosa ‘Manaus em Miniaturas’, do arquiteto e artista plástico Carlos Melo, que vai levar dezenas de suas miniaturas de monumentos históricos da cidade para a apreciação dos presentes.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email