Mais investimentos, poucos resultados

Pela segunda vez neste ano, governo do Estado do Amazonas e prefeitura de Manaus lançaram, esta semana, ‘pacote de obras” para “consertar” a cidade. Durante o evento, com tom de campanha, políticos aproveitaram para criticar adversários e prometer mais obras e mais investimentos. Na ocasião, foi anunciado, novamente, uma operação tapa-buracos que será iniciada na Zona Norte da cidade, segundo o prefeito Amazonino Mendes. Em abril foi anunciada a ação conjunta com prazos definidos para obras que não foram realizadas. Desta vez, os governantes prometeram, de novo, que acabarão com os buracos da cidade e resolverão os problemas do transporte coletivo e da falta d’água na cidade.
O evento que celebrou, novamente, a parceria, aconteceu no bairro Cidade de Deus, na zona Leste, onde foi anunciado novo pacote de obras voltado à recuperação das vias da cidade.
A ação prevê um investimento inicial de R$ 126 milhões, sendo R$ 76 milhões por parte do governo do Estado e R$ 50 milhões pela prefeitura de Manaus, em obras de recapeamento de ruas, limpeza e construção de meio fio.

Vai começar após 2 meses de atraso

Ao dar a largada para a realização das obras, o governador Omar Aziz destacou a soma de esforços do governo e da prefeitura para recuperar as ruas da cidade e dar uma qualidade de vida melhor à população.
“Estamos dando início ao trabalho hoje e só vamos parar quando todas as ruas desta cidade estiverem recapeadas e sem buracos”, disse o governador, pedindo um pouco de paciência para as pessoas, já que a população esperava as obras desde quando foi anunciada pela primeira vez, em abril, a ação conjunta. Em maio, o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, anunciou outro pacote de obras que iria “mudar a cara da cidade”, que incluía nova operação tapa-buracos, que ainda não começou, tendo em vista a situação das vias públicas da cidade que se encontram sujas, depredadas e esburacadas.
Desta vez, os governantes prometeram que 5.000 trabalhadores vão executar as tarefas em todas as áreas da cidade, com maior ênfase para as zonas Leste e Norte, onde há vias mais danificadas. Só naquela área serão recuperadas ruas de 110  localidades.

Amazonino diz que não consegue sozinho

Na ocasião, Amazonino lembrou que a prefeitura sempre teve dificuldade para enfrentar, sozinha, os problemas do município. Segundo o prefeito, a ação conjunta é muito importante para melhorar a cidade. “No final deste ano, Manaus será outra. Totalmente diferente da cidade que encontrei quando assumi a prefeitura e isso é bom para todos”, afirmou.

Vereador diz que investimentos foram para “buracos sem fundo”

A nova “ação conjunta”, anunciada esta semana, repetindo o discurso apresentado há dois meses, promete ser mais uma munição na briga entre a oposição e a bancada governista. Para o vereador Marcelo Ramos (PSB) anunciar pela segunda vez a mesma promessa de investimento para ‘consertar’ a cidade é mais um desrespeito à população e uma medida eleitoreira que pode se reverter contra os políticos que estão por trás dela. “Existe um histórico indecente por trás disso e vamos continuar brigando para que haja uma prestação de contas do que foi gasto até hoje. Porque o que a população vê nas ruas são incontáveis buracos. O povo está vendo que estas promessas não estão sendo cumpridas. Brincar com a população pode sair caro, no final”, avisou.
Marcelo Ramos lembra que a operação tapa-buracos foi anunciada, pela primeira vez, pela prefeitura de Manaus em 2009, assim que Amazonino Mendes assumiu a adminsitração da cidade. “Pimeiro, o prefeito, quando em campanha, denunciava o prefeito anterior por causa dos buracos. Ganhou a eleição prometendo que em 100 dias a cidade estaria livre dos buracos das ruas. Decretou estado de emergência, dispensou licitação e contratou, por R$ 10 milhões, empresa para realizar as obras. Até agora, a cidade só piorou”, avaliou.
Para o parlamentar, antes de anunciar novos investimentos em obras de tapa-buracos, a prefeitura deveria prestar contas dos investimentos anteriores. Desde outubro de 2009 a prefeitura já gastou mais de R$ 100 milhões, segundo o vereador. “Após o primeiro contrato de R$ 10 milhões, sem licitação, outros R$ 42 milhões foram para a empresa Emparsanco, até março deste ano e mais R$ 53 milhões para a empresa WP, para realizarem as mesmas obras”, contabilizou.
Com o novo investimento anunciado mais uma vez esta semana, serão mais de R$ 200 milhões gastos, em um período de 1 ano, para obras de recapeamento de vias públicas. “Vou continuar cobrando a prestação de contas destes investimentos. É um absurdo saber que foi gasta essa quantia exorbitante, e não ver os resultados. É uma operação tapa-buracos, sim. Buracos sem fundo”, disse Ramos.

Deputados elogiam parceria

Enquanto o governador Omar Aziz e o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes davam o ‘start’ nas obras de infraestrutura urbana em Manaus, na Assembléia Legislativa do Estado a ‘ação conjunta’ foi alvo de congratulações e enaltecimento por parte dos parlamentares. Durante os primeiros dias da semana, os expedientes da Casa foram utilizados apenas para elogios.
Segundo Marcos Rotta, a ação conjunta é um ato de ‘grandeza’ dos poderes executivos de Manaus e do Estado. “Infelizmente, por quatro anos a capital experimentou o amadorismo e o improviso de uma administração irresponsável do ex-prefeito Serafim Correa. Agora, por meio do ato de grandeza de um ato do governador e do prefeito, a sociedade deve recuperar, inclusive, a dignidade”, afirmou o deputado. Os deputados Belarmino Lins (PMDB), Nelson Azedo (PMDB), Sinésio Campos (PT), Bosco Saraiva (PRTB), Wilson Lisboa (PCdoB), João Mendes Júnior, o Janjão (PMN), David Almeida (PMN), Vera Lúcia Castelo Branco (PTB) e Therezinha Ruiz (DEM) e Vicente Lopes foram alguns do que usaram seu tempo na tribuna para enaltecer a ação conjunta.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email