Mais de 50% dos listados em corte da TAM aderem ao PDV

Mais da metade dos 811 tripulantes listados no corte de postos de trabalho anunciado pela TAM aceitaram as condições do plano de reestruturação da companhia e vão aderir ao PDV (Programa de Demissão Voluntária) ou ao período de licença não remunerada.
A empresa comunicou no final de junho a intenção de demitir até mil funcionários para fazer frente ao aumento de custos. A TAM, assim como o setor de aviação como um todo, passa por um momento de redução de oferta de voos para tentar minimizar o impacto dos gastos com combustível e outras despesas impulsionadas pela alta do dólar.
O acordo para a adoção do plano de reestruturação foi fechado com o Sindicato Nacional dos Aeronautas e reduziu o total de demissões de mil para 811 tripulantes. O ajuste envolve pilotos, copilotos e comissários. A empresa tem mais de 29 mil funcionários. A licença não-remunerada terá validade de 18 meses e poderá ser prorrogada por mais 12 meses.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email