Mães ganham concerto especial neste domingo

Se no ano passado a Orquestra de Violões do Amazonas realizou uma apresentação voltada às origens da música brasileira, este ano o grupo preparou um repertório eclético para a série de concertos em homenagem às mães, cujo espetáculo único ocorre neste domingo (11), às 11h, no Teatro da Instalação.
“Lady Laura”, de Roberto Carlos; “Eleanor Rigby”, dos Beatles; “Rosa”, de Pixinguinha e “Geisislaine”, do cantor e compositor amazonense Nicolas Jr. são canções que têm em comum o encanto pela figura feminina.
O Concerto do Dia das Mães terá apresentações também no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, dia 13; no Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, dia 15; e no Centro Estadual de Convivência do Idoso, dia 17, às 20h. A entrada é gratuita.
Homenagem integra a programação do 18° Festival Amazonas de Ópera, evento realizado pelo governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura.
Além da variedade de gêneros, o clima de nostalgia será outra característica marcante do espetáculo. “O público poderá conferir uma apresentação dinâmica, alegre, com referências ao passado de muitas mães”, antecipa o diretor musical e regente da Orquestra, Davi Nunes. Ao total, serão interpretadas 16 músicas.
Atualmente, a Orquestra é composta por 16 violonistas, dois bateristas/percussionistas e pelas sopranos Karine Aguiar e Mirian Abad, que atuará como solista no concerto deste domingo.

Inspiração
Não é de hoje que o suposto “sexo frágil” alimenta a imaginação de músicos do mundo inteiro. “Há muito tempo artistas fazem músicas sobre mulheres, tanto no Brasil como no exterior. Isso pode ser verificado desde o século 19, por exemplo, nas composições do espanhol Francisco Tárrega”, explica Nunes.
A música “Mulheres”, escrita pelo compositor César Lima especialmente para o evento deste domingo, inspira-se no perfil da mulher forte e batalhadora retratada em “Maria, Maria”, de Milton Nascimento.
O primeiro concerto para as mães teve no repertório canções de gêneros da música brasileira colonial, com destaque para as modinhas e os lundus. São ritmos com forte influência da cultura africana, embora a primeira, de origem portuguesa, seja marcada pelas letras tristes, repletas de alusões à decepções amorosas.
Ao longo de 14 anos de existência, a Orquestra de Violões do Amazonas procurou dar enfoque aos diversos estilos musicais. O projeto Orquestra de Violões em Concerto, realizado anualmente, trouxe nomes consagrados como o Quarteto Vivace Brasil, em 2011 e, no ano seguinte, a violonista croata Ana Vidovic. Já o projeto Orquestra de Violões com Amigos, outra iniciativa do grupo, consiste numa parceira com artistas locais, como o poeta e compositor Celdo Braga e o levantador de toadas Davi Assayag.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email