15 de abril de 2021

Lupi nega candidatura e afirma que Dilma ganhará no primeiro turno

Presidente licenciado do PDT, o ministro Carlos Lupi (Trabalho) disse na quarta-feira que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) vai ganhar no primeiro turno a corrida pela Presidência da República em 2010

Presidente licenciado do PDT, o ministro Carlos Lupi (Trabalho) disse na quarta-feira que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) vai ganhar no primeiro turno a corrida pela Presidência da República em 2010. O partido de Lupi já sinalizou apoio à candidatura da ministra, mas quer solucionar impasses nos Estados antes de bater o martelo em torno de uma aliança formal com o PT em 2010.
Lupi, que é da ala do PDT favorável à aliança com Dilma, disse que no interior do país as pessoas sinalizam que vão apoiar a petista em 2010, por isso acredita na sua vitória em primeiro turno. “A ministra vai levar no primeiro turno. Eu ando pelo país e vejo todo mundo dizendo que vai votar na ‘mulher’ do Lula. Eles não sabem nem o nome, mas sabem que é a candidata do Lula”, disse.
Na opinião do ministro, Dilma vai ganhar em consequência da política de distribuição de renda do governo federal. “Muito mais do que Bolsa Família, é pelo aumento de salários”, disse ao referir-se ao incremento do poder de compra dos brasileiros.
O ministro acredita que Dilma chegue na convenção do PT, que deve ocorrer em junho, em igual condições de ganhar as eleições com as do governador José Serra (PSDB-SP). “A ministra vai chegar na convenção do partido bem páreo com o Serra”.
Lupi desconversou ao ser questionado sobre a eventual candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) à Presidência da República. “Ele não fará nada sem antes conversar com o Lula”, disse.
O ministro também avalia que o governador Aécio Neves (PSDB-MG) pode entrar no páreo pelo Palácio do Planalto caso Serra desista da disputa. Em outubro, a cúpula do PDT se reuniu com Dilma para discutir as alianças de 2010 e sinalizou a disposição de apoiar a sua candidatura ao Palácio do Planalto. Na conversa com a ministra, dirigentes do PDT foram praticamente unânimes em afirmar que o partido vai embarcar na candidatura da ministra, mesmo com pendências regionais a serem superadas pela legenda nos Estados.
Integrantes do PDT afirmaram que o partido vai formalizar a aliança com Dilma, mas não tem pressa para fazer o anúncio. Antes de sacramentar a união PDT-PT, os pedetistas vão exigir contrapartidas ao apoio -como a análise das alianças regionais e plataformas do partido que podem ser contempladas no programa de governo da ministra
Carlos Lupi negou que tenha como objetivo disputar as eleições de 2010.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email