Lula nega interesse em segurar restituição do IR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o governo não tem nenhum interesse em segurar as restituições do Imposto de Renda. O atraso nos pagamentos foi antecipado em reportagem da Folha de S.Paulo e confirmado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.
“Nós queremos que o povo tenha dinheiro para consumir, e se tiverem dinheiro na mão quem mais vai ganhar são os índices das empresas e do comércio’’, afirmou.
Lula disse que há uma falta de compreensão a interpretação de que o governo tenha interesses econômicos do atraso, disse que não é a primeira vez que isso acontece, mas que também o governo já pagou a restituição adiantada.
De acordo com a Folha de S.Paulo, de cerca de R$ 15 bilhões que seriam inicialmente devolvidos até dezembro, cerca de R$ 3 bilhões só deverão ser liberados no primeiro trimestre do ano que vem.
De junho a outubro houve um recuo de 21,7% nas restituições em comparação com igual período do ano passado -de R$ 7 bilhões para R$ 5,48 bilhões. As maiores reduções foram em agosto e setembro, quando os valores devolvidos aos contribuintes foram diminuídos a menos da metade dos números de 2008.
Na quinta-feira foi liberado mais um lote de restituição, com redução de 20% em relação ao mesmo mês do ano passado.
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu que a Receita Federal esteja demorando mais a pagar a restituição do Imposto de Renda de 2009 devido à queda na arrecadação. Segundo ele, o ajuste que foi feito é normal e não prejudica o contribuinte, já que o valor é corrigido pela taxa de juros Selic.
“Neste ano, existe um ajuste para que a restituição demore mais a ser feita, mas sempre o nosso critério é fazer o mais rápido possível. No ano passado, nos tínhamos uma folga orçamentária e foi feito mais rapidamente, mas este ano temos mais dificuldade”, disse.
O ministro Guido Mantega negou que o foco da Receita Federal tenha mudado dos grandes contribuintes para os pequenos. “Não tem nenhuma procedência achar que mudamos o foco da Receita Federal. Os grandes contribuintes são sempre o foco, até por uma questão de lógica”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email