Lula diz que governo ainda não decidiu sobre compra de caças

De acordo com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva as propostas continuam sob análise do Ministério da Defesa.
“Quero reafirmar que, até o momento, não há qualquer decisão tomada em relação à compra dos caças. Trata-se de uma escolha muito importante para o governo e para o Brasil, considerando a nossa determinação de fazer da política nacional de defesa um eixo de desenvolvimento econômico e de autonomia tecnológica”, afirmou o presidente ao Jornal do Comércio, de Porto Alegre.

O presidente afirmou que vai tomar sua decisão somente depois que o Ministério da Defesa examinar as propostas e depois de ouvir o Conselho de Defesa Nacional. Segundo ele, “um dos pontos dos quais não vamos abrir mão é o compromisso da empresa de promover a transferência irrestrita de toda a tecnologia de ponta”.

Três empresas apresentaram proposta para vender 36 aviões caças à FAB: a sueca Saab, que fabrica o Gripen NG, a norte-americana Boeing, com o F-18 Super Hornet, e a francesa Dassault, que produz o Rafale, o preferido do presidente Lula e do ministro Jobim (Defesa).
Segundo reportagem da Folha publicada hoje, as empresas sueca e americana reclamam o direito de oferecer novos preços para seus aviões. Os concorrentes ficaram surpresos com a negociação direta do governo brasileiro com a francesa Dassault, conforme revelado ontem pela colunista Eliane Catanhêde, da Folha. Segundo a reportagem, a Dassault baixou em US$ 2 bilhões a oferta pelo pacote de seu caça, o Rafale.

Na reportagem o diretor da sueca Saab no Brasil, Bengt Janér, diz que está disposto a oferecer um preço mais baixo pelo caça Gripen NG, escolhido na avaliação técnica da FAB por ser mais barato, além de transferência de tecnologia.

Já o representante da norte-americana Boeing, Mike Coggins, reclamou de não ter tido a mesma oportunidade de apresentar um preço melhor pelo F-18 Super Hornet.
Na quinta-feira, o novo embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, também saiu em defesa da Boeing, que segundo ele ainda está no páreo para vender 36 aviões caças à FAB (Força Aérea Brasileira).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email