Lula admite deixar para Dilma indicação ao STF

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontemque deixará para a presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), a indicação do novo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), caso não seja possível sabatinar o novo nome, no Senado, até o próximo dia 17

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontemque deixará para a presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), a indicação do novo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), caso não seja possível sabatinar o novo nome, no Senado, até o próximo dia 17, quando o Congresso entra em recesso.
“Se não for possível votar até o dia 17, eu prefiro deixar para a companheira Dilma indicar”, afirmou o presidente, durante entrevista coletiva concedida a blogueiros alinhados politicamente ao governo, hoje pela manhã, no Palácio do Planalto.
O presidente afirmou estar consultando a presidente eleita antes de tomar todas as decisões importantes de fim de governo.
Segundo Lula, se Dilma tiver algum nome para indicar, ele respeitará a posição dela.
“Me peça que eu indicarei. Vamos construir juntos o nome, 50% de responsabilidade para cada um”, disse.
A disputa pela sucessão do ex-ministro Eros Grau, que se aposentou, está entre o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, e o presidente do STJ, Cesar Asfor Rocha.
O presidente negou que o STF tenha a sua cara e defendeu uma postura republicana para a indicação de ministros para a Suprema Corte.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email