3 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Luiz Lauschner lança o livro “Morrer não é Preciso”

A obra do escritor Luiz Lauschner “Morrer não é Preciso” evidencia o potencial da floresta Amazônica como uma grande e importante farmácia natural. A noite de autógrafos será neste sábado, dia 4 de junho, às 19h, acompanhado do repertório ao vivo do maestro Wanderlam no salão da Loppiano Pizza, localizado na Rua Major Gabriel, esquina com Av. Ayrão.

No romance “Morrer não é Preciso”, o autor destaca o poder da planta e sua fruta de uma maneira romântica e nos remete a um ambiente amazônico com seus habitantes humanos, animais, suas riquezas vegetais e seus rios. Uma estória que une ficção e realidade de uma forma instigante.  

Perfil do autor – O escrito Luiz Lauschner tem cinco livros publicados, o primeiro em 2001, “Chucrute, Churrasco e Jaraqui, o Brasil Descoberto pelo Alemão”, o segundo em 2005, “Aleluia Irmão, Satanás é Fiel”, o terceiro em 2011 “O Perfume do Pau-rosa”, o quarto em 2020  “Porto Novo – Memorias e Histórias de Raiz”.  O quinto livro “Morrer Não é Preciso”, foi lançado 22 de abril de 2022, no município de Itapiranga-SC  e agora será lançado em Manaus.

Luiz Lauschner é turismólogo e seus conhecimentos sobre os povos da Amazônia foram adquiridos por meio de sua vivência na Ilha do Marajó, no Pará e oito anos em Maués, no Amazonas. Atualmente vive em Manaus e é articulista do Jornal do Commercio.

 

Redução de imposto sobre pagamentos em arrendamento de aeronaves

Aviões no pátio do Aeroporto Internacional de Houston no Texas.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou, no ultimo 31 de maio, a redução do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) para pagamentos de leasing (arrendamento) de aeronaves por empresas brasileiras.  A redução tem a duração máxima permitida por lei, ou seja, de cinco anos. A medida beneficia diretamente as companhias aéreas, impactando toda a cadeia produtiva do turismo e garantindo a permanência de milhares de empregos.

As companhias aéreas pagavam 15% de alíquota de IRRF sobre leasing de aeronaves que será reduzida para zero nos primeiros dois anos. A partir de 2024 as alíquotas terão um acréscimo gradual de 1% ao ano. Ou seja, de 1% em 2024, 2% em 2025 e 3% em 2026. A redução representa uma renúncia fiscal total de quase R$ 1,7 bilhão, sendo R$ 374 milhões em 2022; R$ 382 milhões em 2023; R$ 378 milhões em 2024; R$ 371 milhões em 2023; e R$ 158 milhões em2026. O leasing é uma operação do setor aéreo semelhante a um aluguel de aeronaves usadas no transporte de passageiros ou de cargas.

“Essa é uma conquista para o setor aéreo nacional, que deve se refletir na diminuição de custos e, consequentemente, esperamos que no preço das tarifas aéreas”, avalia o ministro do Turismo, Carlos Brito.

Estimativas da Associação Brasileira das Companhias Aéreas (ABEAR), apontaram que a medida possibilitará a permanência de 95,4 mil empregos; a manutenção de salários na ordem de R$ 2,8 bilhões; e a injeção de R$ 6,2 bilhões no PIB brasileiro.

Pesquisa Análise de Mercado do Turismo tem prazo estendido

Prestadores de serviços turísticos vinculados ao #Cadastur, via Ministério do Turismo que ainda não responderam a Pesquisa Análise de Mercado do Turismo terão até o dia 05 de junho para preencher o formulário.

A pesquisa é de extrema importante porque vai avaliar como o setor vem se comportando e permitirá ao órgão oficial do Estado, a Amazonastur,  fazer uso dos dados obtidos para planejar e formular estratégias que guiarão as ações para o desenvolvimento do turismo no estado do Amazonas.

Com um formato rápido para as respostas, a pesquisa está disponível no site www.amazonastur.am.gov.br, no banner “Pesquisa Análise de Mercado do Turismo”, e tem um tempo médio de resposta de sete minutos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email