Lucro do BB cai 36,3% no 1º semestre e fica em R$ 2,5 bilhões

O Banco do Brasil anunciou ontem que registrou lucro líquido de R$ 2,5 bilhões no primeiro semestre de 2007. O resultado é 36,3% menor que o obtido no primeiro semestre de 2006. Na comparação com o resultado do semestre imediatamente anterior, o lucro no período representa um crescimento de 14,9%.
O resultado ficou abaixo do registrado pelos dois maiores bancos privados do país: o Itaú obteve um lucro líquido de R$ 4,016 bilhões no primeiro semestre deste ano, e o Bradesco, que teve lucro líquido de R$ 4,007 bilhões.

A carteira de crédito do Banco do Brasil atingiu R$ 145,2 bilhões entre janeiro e junho, um crescimento de 28,4% em relação a junho de 2006. No final do primeiro semestre deste ano, o segmento Varejo no banco reunia 23,3 milhões de correntistas e 9,4 milhões de não-correntistas (poupadores e beneficiários do INSS), totalizando 32,7 milhões de clientes pessoa física, um crescimento de 3% em relação ao mesmo período do ano anterior.
Além disso, o segmento era formado por 1,6 milhão de micro e pequenas empresas, das quais 94,6% enquadravam-se nos critérios definidos pela Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.
O lucro recorrente (sem efeitos extraordinários) foi de R$ 2,9 bilhões, 84,4% superior ao apresentado no primeiro semestre de 2006.
Enquanto no primeiro semestre de 2006 foram contabilizados R$ 2,3 bilhões em receitas extraordinárias, no primeiro semestre de 2007.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email