Lucro de empresas dos EUA passam por altos e baixos com crise financeira

Mesmo em meio à crise financeira, a fabricante de produtos de saúde Johnson & Johnson anunciou ontem, antes da abertura do mercado em Nova York, um aumento de 30% no lucro líquido do terceiro trimestre deste ano, em comparação com o resultado de igual período do ano passado. Além disso, o grupo elevou sua previsão de resultado para o ano.
O lucro da empresa passou de US$ 2.55 bilhões (US$ 0.88 por ação) para US$ 3.31 bilhões (US$ 1.17 por ação) entre os períodos. A receita cresceu 6,4% e somou US$ 15.92 bilhões no período de julho a setembro deste ano. Dessa expansão, 3,1 pontos porcentuais resultaram de ganhos provenientes do dólar mais fraco. A depreciação da moeda americana contribuiu para um aumento de 13,1% de suas vendas internacionais, enquanto que nos EUA a expansão foi de apenas 0,4%.
A J&J tem respondido ao aumento da concorrência dos medicamentos genéricos implementando cortes de custos, que incluem demissões temporárias e fechamentos de fábricas.
A companhia elevou ainda sua previsão de lucro por ação para este ano para algo entre US$ 4.50 e US$ 4.53. Em julho, a Johnson & Johnson havia anunciado estimativa de lucro de US$ 4.45 a US$ 4.50 por ação para o ano.

Pepsi em baixa

O lucro líquido da fabricante de bebidas Pepsi caiu 9,6% no terceiro trimestre deste ano, em conseqüência da diminuição das vendas de bebidas nos Estados Unidos. O lucro da companhia foi de US$ 1.58 bilhão (US$ 0.99 por ação), em comparação com US$ 1.74 bilhão (US$ 1.06 por ação) no mesmo período do ano passado. A receita subiu 11%, para US$ 11.2 bilhões, de US$ 10.2 bilhões no terceiro trimestre de 2007.
A Pepsi afirmou também que vai cortar seus custos em US$ 1.2 bilhão nos próximos três anos.
Os cortes vão incluir a eliminação de cerca de 3.300 postos de trabalho em todo o mundo, o que deverá resultar em despesas entre US$ 550 milhões e US$ 600 milhões com reestruturação no quarto trimestre deste ano.
A PepsiCo reiterou sua meta de crescimento da receita de dois dígitos este ano em uma base porcentual, mas reduziu sua previsão de lucro para entre US$ 3.67 e US$ 3.68 por ação, ante a projeção anterior de no mínimo US$ 3.72 por ação. A companhia estima que a recente valorização do dólar pressione os ganhos do quarto trimestre de 2008.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email