29 de novembro de 2021

Lucro da Portugal Telecom sobe 92%

O grupo que no Brasil divide o controle da Vivo com a espanhola Telefónica, obteve lucro líquido de 241 milhões de euros, cerca de US$ 352,9 milhões no terceiro trimestre de 2007

O volume é 92,2% maior que o de 125,4 milhões de euros registrado em igual período do ano interior, impulsionado por ganhos financeiros. O desempenho superou com folga a média das estimativas de cinco analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que previam um acréscimo de 31%, para 163,5 milhões de euros.

A discrepância entre o desempenho anunciado pela PT e as projeções dos analistas deve-se ao ganho financeiro de 80,2 milhões de euros que a operadora contabilizou no terceiro trimestre. Esse montante é atribuído, em parte, à venda de 22% de sua holding africana, em agosto.

Excluindo o efeito dos ganhos financeiros, a PT apresentaria uma alta modesta de 3,4% no lucro líquido, de 167,1 milhões de euros para 172,9 milhões de euros.

A receita do operadora cresceu 6,5% no mesmo intervalo, de 1,48 bilhão de euros para 1,57 bilhão de euros, enquanto seu lucro antes de despesas financeiras, impostos, depreciação e amortizações (Ebitda) expandiu 5,5%, de 548,5 milhões de euros para 578,9 milhões de euros. A subsidiária que apresentou a melhor performance do grupo foi a brasileira Vivo, que registrou alta de 16,3% na receita no trimestre, para 645,9 milhões de euros.

Os números, porém, não são diretamente comparáveis com os do terceiro trimestre de 2006 porque a PTM (PT Multimedia) não está mais consolidada no balanço da PT. A decisão, que surgiu como parte da estratégia do grupo para se desvencilhar das oferta hostil da rival Sonaecom, atendeu aos objetivos do governo de separar as redes de telefonia fixa e de cabo. A PT manteve 8,3% de participação na PTM – e deve seguir assim pelos próximos seis meses, segundo as leis do mercado português. A operadora pretende vender essa fatia para um banco, de acordo com relatos da imprensa local.

A receita doméstica da divisão de telefonia fixa da PT caiu 5,7% no trimestre, para 484,1 milhões de euros. Enquanto isso, o faturamento de sua divisão móvel no mercado português, a TMN, mostrou crescimento modesto de 1,6%, para 401,9 milhões de euros – pressionada por reduções nas tarifas de interconexão. A receita média por usuário (Arpu) caiu 0,6% no período, para 30 40 euros.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email