Lucro da Coca-Cola cresce 43% no segundo trimestre do ano

A fabricante americana de bebidas Coca-Cola informou ontem que registrou um lucro de 43% em seu lucro no segundo trimestre, para US$ 2.04 bilhões (US$ 0.88 por ação), devido ao crescimento dos ganhos em outros países.
No mesmo trimestre do ano passado, o lucro da Coca-Cola havia ficado em US$ 1.42 bilhão (US$ 0.61 por ação). Excluídos pagamentos extraordinários, custos de reestruturação e outros itens, a empresa lucrou US$ 0.92 por ação, acima da expectativa dos economistas de US$ 0.89 por ação.
As vendas no trimestre passado caíram 9% para US$ 8.27 bilhões devido a efeitos cambiais. A previsão dos analistas era de US$ 8.66 bilhões.
O volume total de vendas das bebidas da empresa no mundo teve crescimento de 4%, com uma alta de 5% no mercado internacional. O resultado inclui o crescimento de 33% na Índia e de 14% na China. Na Espanha e no Leste Europeu, no entanto, os resultados foram fracos – as duas regiões foram duramente atingidas pela crise.
Na América do Norte, o volume de vendas caiu 1%. A empresa informou que a preferência dos consumidores por bebidas mais saudáveis que refrigerantes – como sucos e chás -, além dos cortes nos gastos das famílias devido à crise em que o país se encontra influenciaram os resultados. As vendas de refrigerantes caíram 2% (apesar do crescimento de 24% nas vendas da Coca-Cola Zero), enquanto as de bebidas como chás e sucos tiveram crescimento de 1%.
O executivo-chefe da empresa, Muhtar Kent, lembrou em um comunicado dos planos da Coca-Cola para economizar US$ 500 milhões por ano até 2011 através de reestruturação. Mais da metade dessa economia deve ser atingida até o fim deste ano.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email