3 de dezembro de 2021

Lojinhas digitais serão tendência em 2015

Marketing digital deixa de ser bicho de sete cabeças e começa a atrair micros

Com o e-commerce aos poucos se consolidando no Amazonas, algumas tendências começam a ficar bem definidas. O baixo custo atual permite outra novidade, os micros e-commerce, pelas facilidades oferecidas a pessoas físicas e microempresários. Estes micros empreendimentos eletrônicos já são apontados como tendência para um ano que segundo previsões será fraco para o consumo, por conta da inflação e altas taxas de juros.
Brechós, lojas de produtos artesanais e qualquer segmento que tenha uma modesta produção e que necessite de escoamento, podem usar destas plataformas, alavancando os negócios em um ambiente atraente e novo. Mesmo que de forma discreta, a busca do micro empreendedor pelo e-commerce começa a ser frequente, explica o administrador da o2o Marketing Digital, Moisés Branco.
“Atuamos mais com médias e grandes empresas, pois ainda há a ilusão de que marketing digital seja algo de difícil acesso e inovador demais para um micro negócio. Vencemos esta resistência após consultorias pedagógicas. Este marketing tem os mesmos fundamentos do tradicional, mas com outras ferramentas,” conta.
Para o micro, a internet pode ser uma plataforma de grande ajuda na propagação de negócios que podem se tornar escaláveis. “Para o pequeno produtor de artesanato, por exemplo, existe a chance de transformar números modestos em algo maior. Os mil compradores das feiras, podem ser multiplicados aos milhares na rede, driblando o isolamento geográfico. A internet não tem fronteiras, apenas sugerimos uma estratégia diferente a cada segmento”, afirma Branco.

Mídias sociais
O uso de redes sociais (Facebook e Twitter) também são sugestões de especialistas em marketing digital. De acordo com Branco através do feedback das redes sociais, o empreendedor pode mensurar o alcance do empreendimento, gerando curiosidade e vontade de inovar em marketing. Acompanhar o movimento da página dá ideia do alcance, mas existem algumas armadilhas que assustam os menos preparados. Não se preocupar com ‘zero’ curtidas ou muitas curtidas e nenhuma venda são indicações.
“Existem dois tipos de consumidor, aquele que consome conteúdo mas não iniciou uma relação comercial, e aquele que compra. Ambos devem ser trabalhados, para o primeiro a empresa deve criar uma autoridade, ser referência e este cliente passa a ser comprador e indicar os serviços e produtos, o segundo deve ser mantido com estratégias oferecidas pelo marketing digital”, resume Branco.
Branco explica que na construção do perfil é fácil atingir as pessoas que realmente possam se interessar pelo produto oferecido. “Isto é facilmente aplicável em Facebook e Twitter, existe uma filtragem natural e assim se atinge o ponto que se quer. Devemos entender que a internet é uma rede de pessoas que se conectam através de uma rede de computadores e esse pensamento é o que usamos em nossa empresa e assim trabalhamos, levamos sua empresa do offline para o online e trazemos resultados do online ao offline,” ressalta.

Plataformas baratas
O WordPress conhecida plataforma para blogueiros, vem se tornando tendência para os pequenos empreendedores eletrônicos pelas facilidades de criação e manutenção, afirma Branco. “É algo simples e de fácil construção. Outro atrativo é a chamada indexação amigável. O WordPress tem essa característica de ser mais facilmente indexado pelo Google, encurtando distâncias entre os interessados. É uma boa pedida, mas para algo mais parecido com um site, sugiro que se busquem profissionais habilitados em mkt digital”, fecha o administrador.

Tendência
Os micros empreendimentos de e-commerce já são apontados como tendência para um ano que segundo previsões será fraco para o consumo, por conta da inflação e altas taxas de juros. O que se espera é uma série de lojas geridas por pessoas físicas para o escoamento de pequenas produções artesanais e pontos de vendas de micro empreendimentos. Essa é uma das tendências do e-commerce em 2015 que deverá ficar bem evidente a partir do segundo semestre.

Artur Mamede
[email protected]

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email