Lojas ‘pop up’ ganham mercado

Lojas temporárias ou pop up store caíram no gosto dos empresários brasileiros. Com baixo investimento elas conseguem ampliar a presença da marca no Brasil ou no exterior, além de ser uma ferramenta eficaz na alavancagem das vendas. E não são apenas empresas que atuam no varejo que utilizam essa ferramenta, players da indústria e distribuidores já aderiram ao sistema.
Um dos cases que despontam nessa iniciativa é o da marca de óculos Livo. Há menos de três anos no mercado, a marca foi criada pelos empreendedores Raphael Costa Neves, Arthur Blaj e Guilherme Freire e enfocou a sua atuação no varejo eletrônico (e-commerce), conforme explicou Freire. “A internet foi nosso primeiro canal de vendas e até pouco tempo atrás, o nosso único. A nossa empresa é pioneira por ter sido a primeira marca de óculos no Brasil a atuar exclusivamente no mercado online.”
Para tornar a marca conhecida e conseguir vencer a concorrência das empresas que atuam com maior destaque em lojas físicas como a Óticas Carol e a Óticas Diniz, por exemplo, a Livo lançou no começo deste ano a sua loja temporária, no reduto de luxo da capital de São Paulo, a rua Oscar Freire. “Tomamos esta decisão a partir da necessidade que alguns clientes manifestaram de experimentar nossos produtos. Nós disponibilizamos uma série de ferramentas que ajudam no processo de compra online como o Provador Virtual 3D e o Guia de Rosto, porém a cultura de comprar óculos pela Internet ainda é recente”, disse o executivo ao que completou. “Com a loja, nós damos a oportunidade do cliente ver de perto a qualidade do nosso produto e conhecer um pouco mais sobre os valores da marca.”
Os empresários investiram apenas R$ 22 mil para a abertura do espaço -que ficará aberta no local até o final do mês de abril. “Apesar da loja estar localizada em local diferenciado, o ambiente reflete o nosso compromisso com a sustentabilidade, um dos principais valores da nossa marca. Por isso, decidimos fazer o design interior apenas com paletes de madeira, bancos de papelão, luminárias feitas com copos descartáveis e grampos de cabelo etc”, explicou Freire. Os executivos pretendem até lá faturar R$ 300 mil só com a loja física, sem contar a sua operação online.
Quem também aproveita o conceito de loja temporária é a marca beauty’in, de ‘aliméticos’ (produtos que combinam alimentos e cosméticos), criada pela empresária Cristiana Arcangeli. A executiva afirmou ao DCI que este ano apostou em uma loja pop up fora do Brasil pela segunda vez. O espaço foi aberto durante a semana de Londres (London Fashion Week), em fevereiro e ajudou a alavancar as vendas, e tornar os itens conhecidos.
“Nós já estamos presentes em lojas de departamento como a Selfies e a Harolds. A participação na semana de moda londrina reforça a nossa presença no exterior”, disse Cristiana. A empresária ressaltou que além das lojas temporárias, que aumentam a visibilidade da marca, as operações conceito também são diferenciais importantes perante o consumidor. “Como os ‘aliméticos’ ainda não são hábito para o consumidor, ter a loja conceito com todos os produtos expostos juntos ajuda a venda”, explicou.
A marca tem uma loja conceito na Cidade Jardim, bairro nobre de São Paulo, que será reformada e ampliada neste mês de março. “Queremos também aumentar os nossos canais de vendas. Hoje vendemos em farmácias, lojas de departamentos e operações temporárias. Vamos entrar nos supermercados”, explicou ela. Com a inserção também em redes supermercadistas, a marca beauty’in passará de R$ 25 milhões em faturamento para R$ 60 milhões. “Vamos mais que dobrar este ano”, estimou a executiva.

Boutiques Nespresso
Mesmo sem atuar com lojas próprias no varejo, a Nespresso adotou uma estratégia para ampliar a revenda de seus produtos: a Boutique Nespresso. Segundo a gerente de Relações Públicas e Comunicação Interna da Nespresso Brasil, Christiane Nunes, “elas são o início da vivência da trilogia da marca – cafés, máquinas e serviço”, declarou.
Hoje são 11 boutiques em cidades estratégicas -São Paulo (capital e interior), Brasília, Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, sendo que a mais recente Boutique Temporária foi instalada, no dia 19 de fevereiro, no Shopping Iguatemi Alphaville, e ficará em atividade até o final de agosto. “Lá é possível comprar todos os Grands Crus da marca. Já aqueles que pretendem levar a experiência Nespresso para casa poderão comprar as máquinas da marca nas lojas parceiras do segmento, como a Fast Shop, Pepper, Polishop e Ponto Frio”, apontou Christiane, ao que completou: “Os feedbacks dos Club Members (apreciadores de café) com as Boutiques são positivos e nos ajudam a estar próximos.”

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email