Livro registra obra do artista amazonense Moacir Andrade

No próximo dia 2 de julho, às 18 horas, no Centro de Artes do Icbeu (Instituto Cultural Brasil Estados Unidos), na avenida Joaquim Nabuco, vai ocorrer o lançamento do livro “Moacir Andrade, Uma lenda amazônica”, de Roberto Girão de Alencar.
A obra é um registro dos principais desenhos de Moacir Andrade e traz ainda alguns depoimentos a respeito do artista de grandes nomes da literatura nacional e também da imprensa local. De acordo com o autor do livro, a obra não será comercializada, mas sim distribuídas nas escolas públicas de Manaus. “O nosso objetivo com isso não é somente incentivar o hábito da leitura, mas também tornar Moacir mais conhecido em seu próprio Estado. E, além disso, vamos comemorar os seus 75 anos de pintura”, afirmou Alencar ao dizer que os artistas devem ser mais valorizados por seu povo. “O próprio Moacir diz que profeta não tem vez na sua terra, uma prova disso é de que se você for a uma escola e perguntar de qualquer criança quem é Moacir Andrade ela, provavelmente, não saberá responder”, destacou.
Ainda segundo Alencar, Moacir Andrade possui grande parte de suas obras expostas em diversos países, como Bélgica, Equador, Estados Unidos, Inglaterra e Portugal, além de alguns Estados brasileiros como Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.
Em suas viagens ao exterior, o artista plástico conheceu cidades como Carolina do Sul, Montana, Nashville, Nova York. Nesses locais, Andrade realizou exposições e também palestras sobre a vida e a cultura da região amazônica.
O Jornal do Commercio homenageou Moacir Andrade em 1956 com uma placa de prata. O artista ainda ganhou o prêmio pintura do ano em 1957, promoção também do JC em parceria com demais veículos da região na época. Países que expõem obras do artista também prestaram suas homenagens.
Entre os principais prêmios que ganhou destacam-se medalhas de Honra ao Mérito, medalhas de Mérito Cultural, Placas de Prata, Placas de Bronze e demais prêmios internacionais.
Moacir Andrade é pintor, antropólogo, ecologista, folclorista e sociólogo, um dos fundadores do Clube da Madrugada, Pinacoteca Pública, Fundação Cultural do Amazonas, Academia de História Amazonas, entre outros empreendimentos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email