Líder do governo atribui queda de José Serra nas pesquisas a FHC

O líder do governo na Câmara, deputado Candido Vacarezza (PT-SP), disse ontem que a queda do governador José Serra (PSDB-SP) nas pesquisas de intenção de voto para a corrida presidencial é consequência de ter sua imagem atrelada à do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).
Como o PT tem a disposição de polarizar as eleições com o PSDB, comparando o governo Lula com o de FHC, Vacarezza disse que Serra terá dificuldades para fazer o seu nome crescer nas pesquisas.

“A rejeição ao Serra cresce porque, mesmo que ele faça um salamaleque para dizer que não é antiLula, a oposição não o permite fazer esse tipo de movimento porque são muito duros com o governo. A oposição não deixa o Serra se movimentar”, disse.
Vacarezza disse acreditar que Serra também tenha registrado queda devido à sua gestão no comando do Estado. “Tem 16 anos que eles [PSDB] governam São Paulo. Começa a haver uma fadiga. Eles precisam abrir os olhos para São Paulo, se não vão ter surpresas por lá”, afirmou.

Apesar de afirmar que o PT não pode ficar de “salto alto” com o crescimento da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) nas pesquisas, Vacarezza disse que a população brasileira compreendeu que a petista é a candidata de Lula, por isso disse acreditar em um maior crescimento da pré-candidata em curto prazo. “A ministra Dilma Rousseff é favorita na disputa. Cada vez mais ela é conhecida, o povo aumenta a sua disposição em votar nela.
Boa parte de quem vota em nós [PT] não sabe que a Dilma Rousseff é candidata do Lula e do PT”, afirmou.
O líder disse que os resultados da pesquisa Datafolha, que mostram a redução da vantagem de Serra de 14 para 4 pontos sobre a ministra, derrubam o discurso do deputado Ciro Gomes (PSB) de que sua candidatura é necessária para forçar um segundo turno entre um nome da base aliada e Serra.

“O que acabou é o discurso do deputado Ciro Gomes, aquele de que ele era essencial para ter segundo turno. Era um discurso que não tinha base antes, ficou mais claro que não tem base agora. Se a motivação da candidatura dele tem outros elementos, aí tudo bem”, afirmou.
Nos bastidores, petistas se articulam para usar os resultados da pesquisa como estratégia para pressionar Ciro a desistir de sua candidatura à Presidência da República.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email