4 de dezembro de 2021

Liberdade com separação ou com união?

No dia 3 de outubro festejou-se a Reunificação da Alemanha. A data tornou-se o Dia Nacional daquele país porque foi em 3 de outubro de 1990 que se consolidou a reunificação após a queda do muro

No dia 3 de outubro festejou-se a Reunificação da Alemanha. A data tornou-se o Dia Nacional daquele país porque foi em 3 de outubro de 1990 que se consolidou a reunificação após a queda do muro.
Desde 13 de agosto de 1961 existia o Muro de Berlim que separava as duas Alemanhas. Construído pelos russos, era mais que um muro a dividir uma nação. Era um símbolo da separação do bloco do leste comunista do bloco livre ocidental. Claro que, antes de consolidar o muro de concreto, havia uma “muralha” formada por soldados armados que abatiam quem se atrevesse a cruzar a fronteira. Prática essa que continuou durante os 28 anos que durou o Berliner Mauer que dividiu famílias.
O Chamado Muro da Vergonha caiu em 9 de novembro de 1989 onde todas as pessoas livres que participaram se sentiram orgulhosas de ter arrancado uma pedra, por pequena que fosse, daquele símbolo da divisão e da discriminação.
Interessante é notar que a maioria dos países festeja sua independência porque conseguiu desvencilhar-se do país de origem, como o caso do Brasil. A Alemanha festeja justamente o contrário, a junção de um povo que foi separado por interesses políticos. No entanto o dia 3 de outubro é tão importante para os alemães como o é o 7 de setembro para os brasileiros.
Um país que teve, ao longo de sua história, o mapa constantemente redesenhado, quer por tentativas de união com países como a Áustria e Ungria, quer por entregar áreas para pagamento de dívida de guerra parece consolidar suas fronteiras a partir de 1990. A mancha deixada pelo Nazismo de Hitler parece aos poucos ir clareando e deixando realçar a verdadeira Alemanha da cultura, da música, da literatura e do poderio industrial baseado na boa qualidade dos produtos. Uma marca alemã num produto industrializado é sempre sinônimo de confiança.
Os alemães e seus descendentes estão presentes em todo mundo. No Brasil estima-se que 14 milhões de pessoas ainda carregam o nome de origem germânica. Embora a maioria deles nunca tenha visitado a terra de seus ancestrais, ainda sentem uma grande curiosidade sobre o que acontece na terra de origem. Muitos destes descendentes, cujos pais começaram a chegar em 25 de julho de 1824, patrocinados pelo governo brasileiro, que vivem em comunidades ainda conservam traços culturais como a língua. Prova disso são as diversas Oktoberfest que são festejados na região sul do Brasil.
Muitas vezes temos de romper laços para sermos livres. Outras vezes temos de reatar laços em nome da Harmonia, do Estado de Direito e da Justiça. Dois países com povos e culturas tão diversas como o Brasil e a Alemanha não deixam de ter dentro de si o que toda pessoa humana almeja: Liberdade! 3 de outubro de 1990 foi um marco na conquista dessa liberdade. Merece ser festejado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email