Leite fabricado no Pará vai ser monitorado

O Pará é o primeiro Estado da região Norte a oficializar a implantação do Cquali (Centro Integrado de Monitoramento da Qualidade do Leite), que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pretende implantar em todos os Estados brasileiros. O objetivo é exercer um controle efetivo da qualidade do leite produzido e comercializado no país.
O Cquali será um facilitador, na medida em que reunirá diversas informações de instituições sobre o acompanhamento do leite produzido e comercializado no Estado. As informações obtidas gerarão um banco de dados, disponível ao público, pela internet, sobre a qualidade do leite consumido pela população brasileira.

Órgãos
envolvidos

No Pará, participam dessa iniciativa a Sespa (Secretaria de Estado de Saúde Pública), via Lacen (Vigilância Sanitária Estadual e Laboratório Central), a Adepará (Agência de Defesa Agropecuária do Pará), a Polícia Federal e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.A Vigilância Sanitária Estadual do Pará alimentará o sistema com o resultado de análises feitas mensalmente.
“Já começamos a operar o sistema. A cada mês serão coletadas quatro amostras de leite, duas de UHT e duas de leite em pó. Depois incluiremos no trabalho as vigilâncias sanitárias municipais para que também acompanhem a qualidade do leite que é vendido nos municípios”, disse Lucival Cardoso, coordenador da Vigilância Sanitária Estadual do Pará.
As amostras serão enviadas para o Lacen, que fará a análise sanitária do material. O acompanhamento do processo produtivo continuará sendo promovido pelo Ministério da Agricultura e pela Adepará. Porém, a maior preocupação no Estado não é com as indústrias, e sim com o produto vendido in natura. “Em Parauapebas, acompanhamos um surto de estereóse, uma bactéria, por conta do consumo de leite cru que é vendido de porta em porta”, revelou Cristóvão Moreli, do Ministério da Agricultura.
Atualmente, estão registradas no Ministério da Agricultura 26 indústrias de leite do Pará. A Adepará tem registro de 16 estabelecimentos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email