Leão espera receber 250 mil declarações no Estado

Pelo menos 250 mil declarações do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) ano base 2007 – devem ser entregues em 2008 Receita Federal no Amazonas. A estimativa, segundo o delegado da Receita em Manaus, Airton Claudino, baseia-se no número de declarações recebidas no ano passado e representa cerca de 2% a mais de contribuintes no Estado, em comparação a 2007. Com relação aos isentos, o número é de 902,2 mil pessoas.
“Nos últimos anos, temos observado no Amazonas um crescimento em torno de 12% com relação às entregas de declarações. É uma série histórica em função de novos declarantes e da melhoria de renda” afirmou Claudino. Em 2008, de acordo com a assessoria de imprensa da Receita Federal, a estimativa é de que mais de 24 milhões de contribuintes em todo o país apresentem seus rendimentos.
A declaração do Imposto de Renda Pessoa Física deve ser feita até 30 de abril e é obrigatória para todos que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 15.764,28 em 2007. A diferença este ano é que o contribuinte terá que fornecer o número do recibo da declaração do ano passado e também a numeração do CPF (Cadastro de Pessoa Física) de dependentes maiores de 18 anos. Quem perder o prazo deverá pagar multa de 1% sobre o valor do IRPF por mês de atraso, sendo que a multa não será inferior a R$ 165,74, nem superior a 20% do imposto devido.

População procura estar em dia com Receita Federal, afirma delegado

De acordo com o delegado da Receita em Manaus, a entrega das declarações está ocorrendo normalmente e sem transtorno para os contribuintes. Segundo Claudino, no Amazonas, normalmente a população não deixa para a última hora o cumprimento dos prazos para declarar os impostos. Ele também destacou que as mudanças exigidas em 2008 foram recebidas com tranquilidade e devem colaborar com a celeridade de todo o processo.
“Tradicionalmente no Amazonas, aumenta o número de contribuintes no decorrer do período e diminui nos últimos dias. Isso prova que o amazonense tem trabalhado nessa direção de não deixar de fazer a declaração do Imposto de Renda na última hora. Quanto às mudanças que vêm ocorrendo no sistema, entendemos que são para melhorar a segurança e para que possa haver, cada vez mais, a identificação de fraudadores, criando-se menos problemas para aqueles que procuram estar com suas obrigações em dia com a Receita Federal”, ressaltou Claudino.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email