Ainda falando de assunto tecnologia, uma grande ferramenta de trabalho para o Cirurgião Dentista é o LASER, não somente na Odontologia mas em todas as áreas da saúde, ciência e tecnologia. 

O que seria o LASER? Qual a diferença para uma luz normal? Ou para o LED? Há diferença entre ambos?

Bem, a resposta correta é que existe diferença entre a luz normal, o LED e o LASER, tanto de baixa potência quanto para o de alta potência. As três grandezas físicas básicas da luz são herdadas das grandezas de toda e qualquer onda eletromagnética: intensidade (ou amplitude), frequência e polarização. No caso específico da luz, a intensidade se identifica com o brilho e a frequência com a cor

A semelhança é que todos são formas de luz, com comprimento de ondas. A ironia que é justamente na semelhança que se encontra a diferença entre ambos. Esse conhecimento passa pelo ramo da Física e justamento isso que faz também haver as diferenças de indicações de cada tipo de luz, equipamento, uso e área de trabalho.

O que seria luz, nada mais do que uma onda eletromagnética que ocorre em um comprimento de onda em um campo visível ao olho humano. Esse comprimento de onda pode variar de uma luz para outra, o que gera cores diferentes para cada luz mas suas partículas não são sincronizadas e também não organizadas.

LED (Light-emitting Diode ou Diodos Emissores de Luz) é um diodo semicondutor (junção P-N) que, quando energizado, emite luz visível. Sua luz não é monocromática (como em um laser), mas consiste em uma banda espectral relativamente estreita e produzida pelas interações energéticas do elétron. Mas como possui organização no comprimento de onda já possui propriedades terapêuticas na ODONTOLOGIA, FISIOTERAPIA E MEDICINA.

laser emite luz a partir da estimulação por radiação e suas características são: luz monocromática, coerente, direcional e de alta ou baixa intensidade. Essas características físicas peculiares aos LASER, de baixa e de alta potencia, com luz vermelha e infra vermelha, faz com que os mesmo apresentem para a ODONTOLOGIA uma infinidade de utilidades peculiares e resolutivas em tratamentos clínicos e ou cirúrgicos. 

No tratamentos clínicos o LASER  de baixa potencia de luz vermelha é muito usado para tratar HERPES, AFTAS, INFECÇÕES EM GERAL, EDEMAS FACIAIS dentre inúmeras outras.

Já no quesito cirúrgico, o LASER de alta potência infra vermelho de diodo ou de érbio, são altamente utilizados em acessos cirúrgicos, remoção de tecido cariado, tratamento de grandes infecções ósseas e faciais e com bioestimuladores de tecido ósseo e tecido mole como gengiva, músculo e peles

Quer saber mais? Acesse www.drflaviofayad.com.br

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email