Lafayette Vieira assume vaga no TJAM

Em concorrida sessão realizada na manhã de ontem (14) no plenário Desembargador Ataliba David Antônio, o magistrado Lafayette Carneiro Vieira Júnior tomou posse no cargo de desembargador do TJAM (Tribunal de Justiça do Amazonas), em substituição a Luiz Wilson Barroso, que se aposentou em fevereiro deste ano ao completar 70 anos.
“Lafayette, que começou na Comarca de Itapiranga, no baixo Amazonas, hoje chega ao ponto máximo da sua carreira profissional, trilhando o caminho do zelo e do respeito, em defesa dos mais humildes”, disse o procurador geral de Justiça do Estado do Amazonas, Francisco Cruz, ao saudar o novo desembargador. “A Justiça brasileira agora tem mais esperança e Lafayette Vieira é a expressão dessa esperança no Amazonas onde o Poder Judiciário está mais dinâmico, mais moderno, com decisões mais céleres e mais justas”, destacou.
A exemplo de Francisco Cruz, o vice-governador José Melo, representando o governador Omar Aziz no evento, também elogiou Lafayete, exaltando suas qualidades morais e enfatizando-o como um magistrado consciente do seu papel no Poder Judiciário. Em nome de Omar, José Melo afirmou sua aposta no novo desembargador, definindo-o como “um profissional de alto valor, profundamente sensível às demandas do nosso povo”.
Para o presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, deputado Belarmino Lins (PMDB), “a sociedade amazonense está melhor servida agora, com o magistrado Lafayette Vieira investido no cargo de desembargador e pronto para servir ao bem comum”. Presente ao evento, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), não discursou. Com problemas em sua garganta, ele restringiu sua fala à imprensa para reverenciar o magistrado, enfatizando: “Lafayette Júnior é competente e o Poder Judiciário do nosso Estado só tem a ganhar com a sua presença e o seu trabalho. Como desembargador, ele fará muito mais do que tem feito até aqui”.
“Hoje é um dia feliz, e um dia de agradecimento, agradecimento aos meus pais, ao meu pai, a quem devo a minha vida, e à minha mãe, a quem devo a minha formação”, desabafou Lafayete, sem conter a emoção em seu discurso de posse. “Também é um dia de agradecimento à minha esposa Geovana, a quem devo a beleza da solidariedade e o convívio cristão em família”, manifestou. Aos 51 anos, ele se diz “pronto a servir muito mais à Justiça, em nome da solidariedade, da família e do estado democrático de Direito, julgando com bom senso e, às vezes, até com desconforto e dor”.

A serviço do povo

Lafayette Carneiro Vieira Júnior julgou casos de grande repercussão na capital como o processo envolvendo policiais civis acusados de extorsão (2011); o cartel dos postos de combustíveis (1992); concurso da Secretaria Municipal de Saúde (2012); dentre outros. No ano passado, o magistrado, por ser o mais antigo juiz, assumiu a Prefeitura Municipal de Manaus em três ocasiões, durante a ausência do ex-prefeito Amazonino Mendes, ficando a frente do Município num total de 15 dias.
O seu perfil profissional sempre o colocou em Varas da área Cível. Estava como juiz titular da 15ª Vara Cível, foi juiz eleitoral, respondeu pela Comarca de Urucurituba (AM) e ainda pelas Varas da Fazenda Pública Municipal e de Crimes contra o Idoso e Adolescentes da Comarca de Manaus, onde há um grande número de processos relacionados à pedofilia. Lafayette começou no TJAM em 1989, por meio de concurso público.
Filho do ex-presidente do TJAM, desembargador Lafayette Carneiro Vieira, Lafayette Júnior tem dois irmãos que são juízes do Poder Judiciário Estadual. Indicado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), ele também foi nomeado pelo atual presidente do TJAM, desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, coordenador do Judiciário amazonense na Copa das Confederações Fifa-2013 e Copa do Mundo Fifa-2014.
Lafayette vem de uma família muito ligada ao Direito. O pai, antes de ser desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), foi juiz da 5ª Vara Cível e, anos depois, presidente da instituição. Possui dois irmãos que também são magistrados no Estado, e cresceu acompanhando os Tribunais do Júri realizados no antigo TJAM, que funcionava na avenida Eduardo Ribeiro, Centro de Manaus. E dos seus três filhos, um deles está na faculdade de Direito.
Coragem e persistência fazem parte da sua personalidade. Ainda na infância, aos 9 anos, Vieira Júnior foi atropelado por um caminhão e no acidente teve todos os ossos do pé esmagados. Ficou quatro dias em coma. Depois de recuperado, o mesmo pé foi decisivo nas jogadas do meio-campista Lafayette, que atuou, na década de 70, como jogador profissional de futebol no Rio Negro, time centenário do Amazonas. Ele se considera um esportista e, além do futebol, também treinou Jiu-Jitsu durante 15 anos, se tornando faixa preta na modalidade.
Na Magistratura, as suas características sempre o colocaram em Varas da área Cível. Estava como juiz titular da 15ª Vara Cível, foi juiz eleitoral, respondeu pela Comarca de Urucurituba (AM) e ainda pelas Varas da Fazenda Pública Municipal e de Crimes contra o Idoso e Adolescentes da Comarca de Manaus, onde há um grande número de processos relacionados à pedofilia.
Lafayette começou no TJAM em 1989, por meio de concurso público. Foi promovido para a capital em 1992, por merecimento. No interior do Estado, atuou na Comarca de Itapiranga (1989); foi o primeiro juiz do município de Rio Preto da Eva (1990), onde instalou a Comarca; teve também uma grande atuação como juiz eleitoral, realizando as eleições nos municípios de Itapiranga, Silves, Manaquiri, Rio Preto da Eva, Pauini e Urucurituba. Também participou de várias correições em quase todo o Estado; e foi juiz corregedor auxiliar durante cinco anos (gestões dos desembargadores Ubirajara Francisco de Moraes, João Simões e Glacimar Damasceno).
Para o magistrado, um dos grandes desafios do Judiciário amazonense na atualidade é o baixo número de juízes no interior do Estado e a necessidade de aumento na celeridade dos julgamentos dos processos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email