Laboratório é a melhor empresa para mulheres

Com origem na visão de duas mulheres pioneiras, as médicas Janete Vaz e Sandra Costa, o Laboratório Sabin é destaque da 12ª edição da pesquisa “Melhores Empresas para Trabalhar – Brasil” ao liderar o ranking das 25 melhores empresas do país para as mulheres trabalharem. No ano passado, a empresa de Brasília, que atende a mais de meio milhão de clientes em 45 unidades instaladas no Distrito Federal, ocupou a quarta posição da lista “Melhores Empresas para Trabalhar – Mulheres”. Na lista das 25 melhores para as mulheres estão: Microsoft, Recofarma (Coca-Cola), FedEX, Losango, Nasajon Sistemas, Byofórmula, Grupo Ouro Fino, Cultura Inglesa, Zema, Okto, Intelig, Cosmotec, Sabre, Ampla, Associação Brasil-América, Prezunic, Service IT Solutions, Brasilcap, Visa Vale, Quintiles, Matera Systems, Y&R, Porto Freire e Rohm & Haas. A pesquisa – divulgada em São Paulo – será publicada em uma edição especial da Revista Época e no Guia Melhores Empresas para Trabalhar 2008/2009, que chegarão às bancas no dia 25 de agosto.
Pioneira no Brasil na avaliação do nível de confiança dos colaboradores e das práticas de gestão de pessoas, a pesquisa “Melhores Empresas para Trabalhar – Brasil” é conduzida pela consultoria internacional Great Place to Work em parceria com a Revista Época, da Editora Globo. Em 2008, a equipe de consultores avaliou 450 empresas de diversos setores e selecionou as cem melhores, de acordo com os critérios da consultoria. Juntas, as companhias empregam mais de 325 mil colaboradores, sendo que 44% dos postos de trabalho são ocupados por mulheres.
As 25 companhias que integram a lista Melhores Empresas para Trabalhar – Mulheres têm em comum o investimento contínuo para garantir a ascensão profissional das mulheres, oferecendo incentivos e programas de mentorado especiais, associados às práticas de gestão específicas para o universo feminino. Entre as práticas diferenciadas detectadas pelo Great Place to Work estão políticas de contratação com igualdade de condições e capacitação; programas de saúde especiais (prevenção ao câncer de mama, programas de gestantes, etc); ampliação da licença maternidade; mentoria; formação de comitês de desenvolvimento profissional feminino; plano de carreira diferenciado, além de programas de diversidade e inclusão.
Entre os destaques das práticas adotadas pelo Laboratório Sabin estão benefícios como auxílio-babá, empréstimos para a compra de imóveis e carros – com juros abaixo dos praticados pelo mercado – e salário-mínimo adicional, destinado às gestantes. Segundo José Tolovi Jr. presidente do Great Place to Work, as melhores empresas para trabalhar têm equiparado suas práticas de gestão, ou seja, têm garantido benefícios similares a homens e mulheres. “Nesse contexto, as práticas diferenciais passam a ser benefícios destinados às mulheres-mães”, afirmou Tolovi Jr.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email