Kit Covid-19 é caso para cadeia!

Defensores de remédios ineficazes do Kit Covid19 deveriam ser denunciados, condenados e ir para a cadeia.

Conta a fábula que uma raposa que fugia de caçadores encontrou um lenhador e suplicou ajuda: “Esconda-me por favor!”. Ele a escondeu em sua casa. Logo depois, os caçadores chegaram e perguntaram ao lenhador se tinha visto a raposa, o qual respondeu, em voz bem alta para ela ouvir “Não vi nenhuma raposa!“, enquanto secretamente apontava para a casa onde ela estava. Mas os caçadores não entenderam o sinal e foram embora. Após sumirem, a raposa saiu de fininho e quando ia correr, o lenhador gritou “Como você é ingrata! Nem me agradece!”. Então a raposa respondeu “Gostaria de agradecê-lo, mas a sua mão não é tão caridosa quanto a sua boca!”.

O fabulista grego Esopo nos ensina 4 lições: 1a) em momento de perigo até os mais espertos confiam em estranhos; 2a) observar detalhes pode salvar sua vida; 3a) duvide sempre, não confie cegamente em quem tem boa lábia; 4a) não apoie, fique longe de pessoas que se declaram virtuosas, mas que agem de forma perversa, a fim de lucrar muito. Essa fábula milenar é útil para o povo do pior país em combater à covid-19 <https://bit.ly/30CRcpE>, com mais de 410 mil mortos, se considerarmos as subnotificações <https://bit.ly/3dVpxX2; https://bit.ly/3t6ZSRz>, resultado de milhares de desesperados acreditando em pessoas que se dizem de bem, mas que agem de forma perversa ao disseminarem notícias falsas, distorcidas, incluindo remédios, tratamento precoce ou kit covid19, sem eficácia comprovada cientificamente contra o vírus. Então recomendo:

1a) Não acreditar nos conselhos do mito e apoiadores

Segundo Aos Fatos, agência especializada em combater fake news e checar fatos, em 828 dias como presidente, Bolsonaro já deu 2799 declarações falsas ou distorcidas <https://bit.ly/3d7mieL>, as quais são reverberadas por robôs e apoiadores. Nos dois últimos artigos enumerei 140 frases ditas pelo presidente sobre a Covid19, valendo destacar essas três fake news, junto com a data, o número total de casos de Covid e o número total de mortos: a) existe possibilidade, sim, de que o Reuquinol (hidroxicloroquina) seja eficaz contra a Covid19 (22/3/20: 1546 casos de covid19, dos quais 25 mortos); b) o tratamento precoce é a solução e a chave dessa questão (1/1/21; 7.700.578 casos; 195.441M); c) muitos têm sido salvos no Brasil com esse atendimento imediato ….inclusive eu, buscou esse tratamento imediato com uma cesta de produtos como a ivermectina, a hidroxicloroquina, a Anita, a Azitromicina, vitamina D, entre outros…. (10/3/21: 11.205.972 casos, dos quais 270.917 mortos).

2) Escutar a ciência, a OMS e entidades médicas

a) em relação ao grau de severidade da Covid19, cerca de 81% dos contagiados podem apresentar sintomas leves, 14% pode ter sintomas severos e 5% se tornam críticos <https://bit.ly/39Wuv4I; https://bit.ly/3d5iko1>. Como maioria (81%) dos infectados tem sintomas leves, dificilmente necessitará de hospital, podendo se tratar em casa <https://bit.ly/3mD7n0s>, com uso contínuo de máscara, isolamento social, boa alimentação, hidratação e antitérmicos, analgésicos para tratar da febre e dor no corpo. Então como maioria dos infectados produz naturalmente anticorpos e termina curado, é muito forçoso acreditar que sua cura foi por causa do uso de cloroquina, ivermectina, hidroxicloroquina, anita, ou qualquer outra inventada por quem quer ganhar dinheiro;

b) até o momento, não há comprovação científica de que tratamento precoce, kit covid, cloroquina, hidroxicloroquina, ivermectina sejam eficazes, tanto para prevenir como para tratar da Covid-19. Pelo contrário, muitos artigos científicos <https://go.nature.com/3mBjfjf; https://go.nature.com/3wNMOmn; https://bit.ly/3dVETej; https://bit.ly/3tbBxdt; https://bit.ly/3a26mJZ; https://bit.ly/3uGQswu> já descartaram esses remédios, razão pela qual seu uso é desencorajado por entidades médicas/sanitárias <https://bit.ly/3d8hpU1; https://bit.ly/3a2LlPr; https://bit.ly/3uFzeQm; https://bit.ly/2QbODce; https://bit.ly/2RrcmFS; https://bit.ly/3213lFD> e até fabricante de medicamento <https://bit.ly/3wN0TRe>.

3 Estudar o efeito dos remédios, pois podem matar

A falácia é tão surreal que nem o médico Guido Céspedes, criador do kit covid19, foi curado, faleceu  <https://bit.ly/3a1NECq> no dia 2/9/20, após 45 dias internado com Covid19. No Brasil cresce o número de vítimas, especialmente os mais negligentes, simpatizantes do mito, que morreram ou tiveram efeitos colaterais sérios <https://bit.ly/2RfsPg7, https://bit.ly/3216nK1, https://bit.ly/3vTormK, https://bit.ly/2TJ08Gp, https://bit.ly/3pE8axJ, https://bit.ly/3sgGCkf> após adotar atitudes erradas se confiando em remédios do tal tratamento precoce ou kit covid19. Médicos que prescrevem sem cuidado esses medicamentos correm o risco de serem processados ou terem seus registros cassados por conta de mortes ou danos colaterais aos pacientes <https://bit.ly/3uFImEp, https://bit.ly/3taXZU1, https://glo.bo/3uAAowc, https://glo.bo/3mzj5sS>. Além disso, notificações na ANVISA por efeitos adversos causados por remédios do Kit Covid subiram 558% <https://bit.ly/3241Feq>, sem contar que de Diretores de UTIs associam o Kit Covid ao maior risco de morte no país <https://bbc.in/3218wp3>, sendo fácil achar na internet muitas vítimas do charlantanismo <https://bit.ly/3mJN69u, https://bit.ly/2MhQtXq, https://bit.ly/2PU1dgb, https://bit.ly/3wGyXOZ, https://bit.ly/3mDMYrL; https://bit.ly/3fZGuT1>.

Por outro lado, enquanto o número de mortos aumenta, há empresários e políticos aliados do presidente (https://bit.ly/39XiKLm, https://bit.ly/3d3z6nD, https://bit.ly/3tcul0S) lucrando muito, uma vez que o consumo dos remédios em 2020 cresceu de forma assombrosa <https://bit.ly/3t98FTe, https://bit.ly/3t86f7l; https://glo.bo/3tb2RZj> quando comparado com 2019. 

Então, é preciso investigar: a) quem lucrou muito com a produção desses remédios/insumos? b) quais empresas foram escolhidas pelos Governo Federal e outros governos para fornecê-los? c) os proprietários ou gestores desses fornecedores têm algum vínculo político, profissional, de amizade ou de parentesco, com os gestores e agentes públicos que tiveram o poder de decisão na compra dos insumos ou dos remédios? d) por que o BNDES autorizou empréstimos de R$ 280 milhões para empresas ligadas aos aliados do presidente <https://bit.ly/3d5SRuK>, fabricantes de medicamentos ineficazes contra a covid19, enquanto que o mesmo presidente retardou compra de vacina <https://bit.ly/2QjaWMT> e vetou repasses <https://bit.ly/3mCwG2s> de recursos aos estados/municípios? e) por que capitão Bolsonaro e General Pazuello colocaram Ministérios e até Forças Armadas <https://bit.ly/2PM13I1> para operarem em favor dos ineficazes tratamento precoce ou kit covid? f) por que Exército comprou sem licitação e com sobrepreço insumos para produção de remédio ineficaz contra a Covid19? g) por que governo federal, sob a liderança da presidência, desenvolveu uma estratégia institucional para propagar o vírus <https://bit.ly/2Rigqbg>? h) quem é o responsável pelas mortes ou piora da saúde daqueles que se medicaram com os remédios fakes propagandeados pelo mito e sua tropa? i) se for detectado irregularidades, dolos, fraudes, superfaturamento, lobby, procrastinação, qual a responsabilidade do presidente, seus generais, governadores, prefeitos e empresários? 

Finalmente, na fábula de Esopo, a raposa é o cidadão desesperado fugindo do vírus, o lenhador representa aqueles que têm o poder de proteger, mas suas palavras não condizem com práticas/ações para salvar vidas <https://bit.ly/3d5CheD>, então diante dos fatos narrados, você confiaria sua vida aos que defendem remédios sem eficácia contra o vírus? Como não sou otário, minha resposta é não e se tivesse o poder de condenar e prendê-los, assim o faria o mais rápido possível.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email