Jucea registra 682 constituições de empresas em agosto

A Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) registrou no mês de agosto de 2021, um total de 682 novas empresas no Amazonas, segundo dados do Sistema de Registro Mercantil (SRM) da autarquia, vinculado ao Ministério da Economia. A capital amazonense permanece na liderança como município com a maior concentração de novas constituições no estado.

Os dados consolidados ainda apontam que pela Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), a modalidade de serviços segue sendo a segmentação mais procurada pelo empreendedor para novos negócios no estado, com um total de 383 novos Cadastros Nacionais de Pessoas Jurídicas (CNPJs). Seguida da modalidade de comércio com 261 e de indústria com 24 novas constituições.

“Por meio desses mais de 5.574 empresários que confiaram em nosso estado para investirem, de janeiro a agosto deste ano, 1.458 a mais do que no mesmo período do ano passado, podemos ver que o trabalho do Governo do Amazonas, ao conceder linhas de crédito, ao modernizar e agilizar e desburocratizar a abertura de empresas, via Jucea 100% digital, traz grande retorno para a sociedade amazonense”, destacou a presidente da Jucea, Maria de Jesus Lins.

Municípios

Manaus segue líder entre as cidades do estado com o maior número de constituições, totalizando neste mês de agosto, 526 registros de novas empresas. Logo em seguida vêm as cidades de Manacapuru, com 15; Itacoatiara, com 13; Humaitá, com 12, e Parintins, com 11 novos empreendimentos.

Tipo empresarial 

Entre os tipos empresariais mais registrados no estado, no mês de agosto na Jucea, em primeiro lugar ficou a natureza jurídica de Empresário Individual, com 258 empreendimentos; em segundo lugar, a Sociedade Empresarial Limitada com 255, e em terceiro lugar, a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), com 167 novos negócios.

Tempo de abertura 

A Junta Comercial segue trabalhando para reduzir cada vez mais o tempo médio para abertura de novas empresas no Amazonas. No mês de agosto, conforme dados da RedeSim-AM, o cidadão conseguiu constituir um novo empreendimento em 3 horas e 21 minutos.

“Os resultados são fruto da digitalização dos processos: desde 2019 a Jucea recebe essas solicitações de maneira 100% digital, acelerando tanto a abertura quanto o encerramento de empresas”, afirmou Maria de Jesus Lins.

Arrecadação 

Conforme dados do SRM, a Jucea recolheu no mês de agosto o valor de R$ 1.158.553,54 em taxas.

FOTO/DESTAQUE: Divulgação/Jucea

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email