Jovens são nova aposta no AM

Há dez anos atuando em todo Brasil, o projeto Jovem Empreendedor do Sebrae, desde o ano passado tem tido uma maior abrangência em Manaus. As ações do Sebrae-AM (Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas) e do projeto, agora estão mais próximas de vários níveis e educacionais e faixas etárias. Após assinatura de convênio com o MEC (Ministério de Educação e Cultura), todas as ferramentas da entidade foram unificadas para atender o empreendedor jovem. As novas ações vão do conhecido ‘Desafio Sebrae’ voltado a universitários, ao Junior Achievement, proposto para promover a integração entre a classe empresarial e a comunidade escolar, do pré-escolar ao ensino técnico.

Parceiras

O convênio com o MEC prevê ajudar na capacitação de jovens empreendedores brasileiros, preparação de um plano de negócios e outras questões, explica o analista técnico de unidade de gestão estratégica do Sebrae-Am, Ricardo Sampaio “as ações visam aplicar soluções úteis que atendam ao perfil e necessidades dos alunos do ensino médio ou profissional. Serão vários cursos técnicos adicionados a carga horária. A parceria com as escolas e universidades terá o selo do ‘Sistema S’ e suas entidades envolvidas (Sebrae, Senar, Sest, Senat) e outras”

Novos nichos

A partir de edital a participação de instituições de ensino superior (Ufam, Ifam, UEA e particulares) e da Endeavour irão levar capacitação para jovens entre 18 e 35 anos “é incrível a capacidade do jovem aprender e inovar. Agora temos novos mercados abertos no campo de T&I, são muitos os exemplos de sucesso, o que nos fez abrir para a prestação de serviços, e-commerce, startups e outras inovações,” conta Sampaio.
Esses novos mercados foram refletidos em recente pesquisa que apontava a pouca procura dos jovens por abrirem negócios próprios, o que foi explicado por Sampaio “há uma ansiedade muito grande em crescer, o que faz com que o jovem invista mais em prestação de serviços do que em comércio, pela chance de se antecipar no crescimento. O foco atual não está no produto que você vende e sim no produto que você é.”
O crescimento do setor de T&I e a alta demanda gerou mudanças inclusive em eventos tradicionais do Sebrae “na feira do Empreendedor que acontece em abril, teremos o ‘Espaço Nerd’ voltado a gamers, startups e criadores de novas tecnologias. Teremos a presença de nomes de destaque na Campus Party,” antecipa Sampaio.

Educação empreendedora

Outra novidade para o ano corrente será o uso de ‘Baús do Conhecimento’ em escolas de nível fundamental e pré-escolar. Os baús serão kits estilo ‘passo a passo’ para estudantes terem a ideia de como funciona uma empresa “dando exemplo de agroindústria, os alunos menores terão contato com as sementes, na série seguinte plantarão, colherão, os seguintes irão beneficiar os produtos e os últimos, na quarta série, farão a comercialização,” resume o analista.

Número de atendidos é alto

Com início previsto para março, o Junior Achievement em Manaus, atendeu ano passado a 13 mil alunos. O Desafio Sebrae teve quatro mil atendidos e os projetos de capacitação final, uma média de 5.500. A expectativa para 2014 é de atender 15 mil pessoas, de acordo com Sampaio. Todas as ações tem como objetivo potencializar o empreendedorismo, seguindo um planejamento que consiste em: orientar para o mercado; capacitar; apoiar no registro legal da empresa; fomentar a inovação e facilitar o acesso a serviços de capitalização e financiamento (bancos, Afeam e outros).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email