José Sarney promete transparência, moralidade, eficiência e trabalho na Casa

O presidente do Senado, Jose Sarney (PMDB-AP), afirmou ontem ao abrir oficialmente dos trabalhos do Congresso em 2010 que o Legislativo exige uma postura que não permita erros e arranhões nos “procedimentos éticos” que devem pautar a conduta da Casa.

Ao reler um discurso que fez em 1995, ao assumir mandato no Congresso naquele ano, Sarney disse que “transparência, moralidade, eficiência e trabalho” devem pautar os trabalhos da Casa.

No ano passado, Sarney respondeu a uma serie de acusações por supostas irregularidades cometidas no Senado que resultaram no afastamento de Agaciel Maia -ex-diretor geral da Casa que ficou por mais de 15 anos na função.

“Assumi este cargo num momento de glória do Poder Legislativo, mas numa fase em que a instituição atravessa profunda crise de identidade, exposta a permanente critica e censura. Meu desejo e prestar um serviço ao Congresso, juntando-me a todos os senadores e deputados”, disse Sarney.

O senador afirmou que quer implantar reformas que transformem o Congresso em um Poder “forte e digno” do povo brasileiro. “O Congresso e fiscalização, acompanhamento, controle do Executivo. Único lugar onde o povo pode questionar governos, pessoas, fatos, apontar defeitos e erros. E mesmo do próprio Parlamento”, afirmou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email