Jornalista Liliane Araújo assume o PSD Mulher

A defesa de causas sociais e a luta por uma sociedade igualitária sempre foram bandeiras políticas da coordenadora do recém-criado PSD Mulher do Amazonas, Liliane Araújo. Na semana passada, a dirigente cumpriu uma série de compromissos oficiais, como o debate com lideranças na sede do partido, em São Paulo, onde foi recebida pela coordenadora nacional do núcleo feminino, Alda Marco Antônio. A agenda incluiu ainda uma visita ao diretório nacional da sigla, em Brasília.

“Já participei de outros partidos, mas nunca tive espaço. O PSD, comprovadamente, dá espaço às mulheres”, garante Liliane.

Convidada pelo presidente do PSD do Amazonas, o senador Omar Aziz, a jornalista, de 35 anos, assumiu em março a tarefa de criar e fortalecer o núcleo feminino no Estado, com a garra e a sensibilidade que caracterizam sua trajetória desde os tempos de apresentadora e repórter do Grupo Rede Amazônica, emissora afiliada à Rede Globo.

Durante 12 anos, Liliane conheceu as dificuldades enfrentadas por moradores de diversos municípios, exercendo o papel de porta-voz das comunidades e cobrando das autoridades a solução de problemas como a falta de água em Manaus. Apesar de contar com o Rio Amazonas, o maior do mundo em volume e comprimento (6.868 km de extensão), vários bairros da capital sofrem com a escassez.

“É uma cidade desenvolvida, com um polo industrial de mais de 500 empresas, não é uma província. Mas, infelizmente, ainda temos esse problema de infraestrutura, que não deveria existir. Cheguei em uma comunidade e vivi na pele o que aquelas pessoas sofriam. Tem bairro em que a água tem hora para chegar e ir embora”, conta Liliane, graduada em jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Os casos de violência doméstica praticados contra mulheres também sensibilizaram a jornalista. Ela destaca um episódio de particular crueldade em que o marido chegou bêbado em casa e, além de ter espancado e ameaçado a esposa de morte, raspou a cabeça e a sobrancelha da vítima.

“Até hoje meus olhos se enchem de lágrimas. Vi muita dor, não apenas a dor física da pessoa por ter sido machucada e estar cheia de hematomas, mas a emocional”, relembra a coordenadora do PSD Mulher do Amazonas, que pretende promover um intenso trabalho de conscientização sobre o tema, por meio de palestras e encontros.

Política

A experiência com o jornalismo comunitário e o contato com a população influenciaram a decisão de ingressar na política partidária. “Foi uma vontade minha de poder ajudar efetivamente”, explica Liliane, que é pós-graduada em Língua Portuguesa pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM) e acadêmico de Direito.

Em 2014, ela encarou as urnas pela primeira vez, concorrendo ao cargo de deputada estadual. Segunda mais votada do partido ao qual pertencia, ficou com a primeira suplência. Dois anos depois, disputou uma vaga para a Câmara de Manaus e, apesar de não ter sido eleita, destacou-se por ser uma candidata “ficha limpa”, sem envolvimento em escândalos de corrupção.

Consolidada como nova força política local, Liliane foi candidata a governadora em 2017, em uma inédita eleição suplementar para o Governo do Estado. Nessa disputa, superou nomes tradicionais e obteve o quinto lugar, com expressivos 64.013 votos.

A representatividade e a atuação na área social renderam à jornalista o convite para que se tornasse, em novembro de 2017, secretária executiva do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), cargo que exerceu até março. O desejo de ajudar as pessoas por meio da política não acabou, já que pretende disputar novamente o voto dos eleitores em 2018.

“Na última campanha, sofri ataques dos adversários e até fui vítima de fake news. Sei que vou enfrentar novamente, mas não vou me acovardar”, frisa Liliane.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email