João Pedro decide parar 2º processo contra Renan

Pressionado pela oposição e por lideranças do PT, o senador João Pedro (PT-AM) anuncia hoje que decidiu paralisar o segundo processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) que trata do caso Schincariol.
A decisão será comunicada na sessão de hoje do Conselho de Ética, então agendada para votar o relatório de João Pedro. A maioria dos integrantes do conselho concorda com a tese do relator.
A sessão do conselho também tratará da proposta de unificar os dois processos que ainda pesam contra Renan: o da suposta compra de rádios por laranjas e do que o acusa de ser beneficiário de desvio de verbas de ministérios do PMDB.
No processo da Schincariol, Renan é acusado de ter praticado tráfico de influência para beneficiar a cervejaria no perdão de uma dívida na Receita. O relator argumenta que optou por sobrestar (“congelar”) o processo até que a Câmara conclua a investigação do deputado Olavo Calheiros (PMDB-AL), irmão de Renan, incluído na mesma denúncia: “A Câmara pode trazer novos elementos. Se houver um indício, vamos retomar os trabalhos aqui. Não estamos arquivando”, disse.
Tanto no governo quanto na oposição há um consenso de que o caso Schincariol não tem força suficiente para levar Renan de novo ao plenário numa votação de cassação de mandato. Aliados de Renan tentaram anexar os processos e usar esse caso para enterrar os demais.
João Pedro disse que procuraria o relator do processo contra Olavo Calheiros na Câmara, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), para levar um “informe” de seu parecer: “O foco das investigações é a venda da fábrica, o que envolve o irmão do senador”. Araújo disse: “Não esperem que eu vá procurar coisas do Renan. Não posso e nem quero investigá-lo”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email