Jaques Wagner precisa ser mais atuante no governo

A primeira-dama da Bahia, Fátima Mendonça, disse em entrevista que “ninguém sabe qual é a prioridade do governo Jaques Wagner” e pediu para o marido petista não imitar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que seria muito lento em implementar mudanças. “Eu digo a Jaques que não pode ficar igual ao presidente, demorando para fazer as mudanças necessárias”.
A entrevista de Fátima Mendonça ao último número da revista “Metrópole” movimentou a Assembléia Legislativa ontem. Em um dos trechos, Fátima Mendonça critica os deputados que aderiram ao governo após a vitória de Wagner. “Não tem oposição nisso na Assembléia. É uma revoada, todo mundo querendo vir para o lado de cá. É uma falta de vergonha danada”.
Preocupado em “controlar o incêndio”, o deputado Paulo Rangel (PT) disse que as declarações da primeira-dama não refletem o pensamento do partido. “O PT aceita e respeita o apoio dos adesistas, dos parlamentares que querem contribuir com o nosso governo”. Fátima Mendonça também aproveitou a entrevista para criticar a saúde pública. “A saúde é dose, né?”, disse ela. Segundo a mulher do governador, o presidente Lula está certo em ampliar o Bolsa Família, programa que distribuição de renda às famílias carentes. “Para a pessoa levantar da cama para pescar, tem que estar com a barriga cheia. Mas, depois de um, dois anos, eu teria o maior orgulho de dizer: tudo bem, seu presidente, eu não preciso mais, agora tenho um emprego, já aprendi a fazer um ofício. Isso é que seria bom”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email