Itens indexados lideram impacto no IPCA no primeiro semestre do ano

A coordenadora de índices de preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, sublinhou a contribuição que a “indexação” deu para a alta acumulada de 3,09% no IPCA no primeiro semestre. “Vários itens ainda são indexados e deram forte contribuição à inflação, como planos de saúde, remédios, aluguel, energia elétrica, colégios, empregados domésticos e ônibus urbanos”, disse. As principais contribuições dadas para a inflação do primeiro semestre ficaram, nessa ordem, com colégios (6,29%), ônibus urbano (7,15%), empregado doméstico (7,17%), refeição (4,33%), leite pasteurizado (18,95%), feijão carioca (81,78%), plano de saúde (3,22%), remédios (3,55%) e aluguel residencial (3,13%).
Eulina destacou também que, apesar da desaceleração ocorrida no último mês do semestre, os alimentos deram contribuição decisiva para a alta no IPCA acumulado nos seis primeiros meses do ano. Esse grupo de produtos registrou alta de 4,52% no primeiro semestre do ano.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email