Isolamento social vem caindo no Brasil

Dados de geolocalização de operadoras de telefonia celular mostram queda na taxa de isolamento social no Brasil no mês de abril. O levantamento foi feito pela startup Inloco, que monta um mapa interativo chamado Índice de Isolamento Social (IIS) usando dados de geolocalização abertos para identificar a movimentação de usuários no período de isolamento. 

O levantamento mostra que o índice vem caindo nos últimos dias. Nas últimas quatro semanas, por exemplo, a taxa de pessoas que se mantinham dentro de casa caiu de 57,1% para 50,1%:

 23/03 a 29/03: 57,1% 

 30/03 a 05/04:  53,2% 

 06/04 a 12/04: 52,3% 

 13/04 a 18/04: 50,1% (resultado parcial)

O estado com maior taxa de isolamento social, em 18 de abril, foi o de Goiás, registrando 57% da população em casa. O número é relativo a 60 milhões de usuários, sendo que a empresa enfatiza que não representa o total da população. 

Nas principais capitais afetadas pelo problema, o número gira em torno de 50%. Em São Paulo, o registro de 18 de abril foi de 50,6%, enquanto no Distrito Federal a porcentagem é de 56,2%. 

Segundo o Governo do Estado de São Paulo, o número ideal para que não haja colapso do sistema de saúde é de, no mínimo, 75% da população em regime de isolamento. 

O mapa ainda sugere que grande parte das pessoas ainda sai de casa por motivos de trabalho. O levantamento mostra picos de isolamento nos finais de semana, com maior número aos domingos e feriados. Contudo, até mesmo nesses dias a média apresenta queda. 

O número máximo apresentado foi em 22 de março, com média nacional de 69,6% da população dentro de casa. No domingo, 12 de abril, o número caiu para 59,8%. Diante de uma amostragem de 60 milhões de contas, isso significa potencial de perto de 6 milhões de pessoas voltando às ruas. 

Segundo a startup, os dados são referentes ao Advertising ID, número usado para compartilhar interesses de forma anônima para publicidade. A companhia explica que consegue ter conhecimento da nuvem de posicionamento dos aparelhos usando essa técnica. 

O que a companhia analisa é a movimentação dos smartphones. Ou seja, se um determinado aparelho está muito tempo parado, ou se movimentando em pequenos espaços, isso sugere que a pessoa está em casa. Caso haja mudança rápida de posição ou de grandes distâncias percorridas, o sistema compreende que houve uma movimentação, ou seja, um usuário que não está em isolamento.

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email