Investidor deve tomar cuidados básicos

O cidadão comum que deseje investir no mercado de ações deve ter como primeira preocupação se cadastrar em uma corretora. A recomendação é da presidente da Apimec/SP (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos no Mercado de Capitais de São Paulo), Luci Aparecida de Sousa. Falando à Agência Brasil, ela explicou que é interessante verificar se essa corretora presta serviços de recomendação de investimento, porque nem todas fazem isso. O ideal, frisou, seria procurar uma corretora que fornece relatórios e presta assessoria, para auxiliar o investidor individual. Isso faz diferença porque ele (investidor) vai tomar decisão com base no trabalho de um especialista.

Luci de Sousa disse que se alguém resolver participar de uma oferta pública, isto é, o lançamento de ações de uma companhia que esteja abrindo o capital, a gente recomenda que leia o prospecto, que pode ser obtido no site da Comissão de Valores Mobiliários (www.cvm.gov.br). A autarquia responde pela fiscalização do mercado de capitais e é vinculada ao Ministério da Fazenda.

Dessa forma, o investidor vai conhecer a empresa, seus administradores, o setor de atuação, além dos riscos inerentes operação. A presidente da Apimec/SP afirmou que é importante para o cidadão que quer se lançar no mercado de capitais verificar se já existem outras empresas do setor no mercado e procurar compará-las com as novatas.

Segundo ela, essa medida serve para evitar perda de dinheiro.

Esses são os principais cuidados que um marinheiro de primeira viagem no mercado de ações deve ter. Outra recomendação não menos importante, segundo Luci de Sousa, é que não se deve ter uma visão de curto prazo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email