Interiorização do desenvolvimento

Com os recursos provenientes da TSA (Taxa de Serviços Administrativos) paga pelas empresas do PIM (Pólo Industrial de Manaus), a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) investe em projetos de infra-estrutura na sua área de jurisdição: Estados do Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, mais a Área de Livre Comércio de Macapá-Santana, no Amapá.
Essas ações fazem parte do programa da autarquia voltdo para a interiorização do desenvolvimento.
As reuniões do CAS ocorrem de forma itinerante, com o objetivo de possibilitar aos conselheiros representantes de diversos ministérios do governo federal e de entidades de classe conhecerem de perto os resultados dos investimentos feitos pela Suframa na região, bem como perceber as principais demandas locais.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email