O curso de Direito no município de Tabatinga (1.107 quilômetros de Manaus) pode virar uma realidade a partir do próximo vestibular.
A proposta foi levada ao reitor da UEA (Universidade do Estado do Amazonas), Cleinaldo Costa, pelo deputado estadual Marcelo Ramos (PSB), que recebeu a demanda de moradores da cidade, encabeçada pelo vereador Zilmar (PSB-Tabatinga).
Em reuniões entre o dirigente da UEA, a diretora da ESO (Escola Superior de Ciências Sociais), Glaucia Maria de Araújo Ribeiro, o parlamentar e alguns diretores da instituição, ficou decidido que será elaborada uma proposta para ser levada à reitoria com o intuito de implantar o curso em Tabatinga.
De acordo com o reitor, para implantar um curso é necessário verificar se a cidade tem demanda pelo curso e também uma “vocação” ao Direito.
“Com isso, nosso objetivo é gerar renda ao município e também fincar na região os profissionais formados,” explica. A diretora do curso antecipou não ter resistência quanto a instalação do curso, mas advertiu que o estudo tem que ser feito com calma para não haver atropelos.
“Não vejo nenhum problema nessa ideia. Iremos fazer uma proposta e levar ao reitor, mas temos que ter claro que precisamos de apoio para fazer uma trabalho sólido,” afirmou.
O deputado disse que tudo deve ser feito no tempo certo da Universidade.
“Não podemos aventurar de qualquer maneira,” disse, completando que foi covencido da necessidade de implantação do curso naquela cidade, após um grupo de estudantes ter levado um documento citando os argumentos do por quê da implantação do curso de Direito do Polo da UEA em Tabatinga.
No documento, explica o socialista, os estudantes citaram a disponibilidade de terras pertencentes a União que estão sob a tutela do Exército, onde a instituição poderia ser instalada.
Eles também compararam a estrutura de Tabatinga com Parintins, que é menor e, mesmo assim, já possui o curso de Direito.
Segundo o parlamentar, a implantação do curso (se tornar realidade) será algo positivo do ponto de vista estratégico para toda a região, que inclui as cidades de Benjamim Constant, Tonantins, Amaturá e outras.
De acordo com Ramos, no município existe toda estrutura de órgãos federais e estaduais (Justiça Federal e Estadual, Ministério Público Federal e Estadual, INSS, Receita Federal, Funai, Ibama, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Exército, Marinha, Aeronáutica e outros), onde é possível realizar estágios, assim como a cidade possui pessoal qualificado (especialistas e mestres) que poderão compor o quadro funcional do curso.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email