13 de abril de 2021

Interior recebe encontro sobre biocarvão

Pesquisadores de várias Instituições do Brasil e do mundo participaram na última sexta-feira, 17, de uma excursão à comunidade Costa do Laranjal, localizada no município de Manacapuru, interior do Amazonas

Pesquisadores de várias Instituições do Brasil e do mundo participaram na última sexta-feira, 17, de uma excursão à comunidade Costa do Laranjal, localizada no município de Manacapuru, interior do Amazonas.
O encontro foi realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCT) e teve o objetivo de promover o intercâmbio entre os pesquisadores que atuam nos estudos do biochar ou biocarvão em português.
O Biochar é uma espécie de carvão feito a partir da queima em laboratório de materiais verdes. Depois de produzido, o Biochar é enterrado para a fertilização do solo. Os especialistas ainda analisam quais espécies de plantas podem ser usadas no processo.

Projeto terra preta nova

A comunidade da Costa do Laranjal, assim como outras localidades da Amazônia, possui uma vasta área fértil conhecida como terra preta de índio. O local é utilizado há mais de 150 anos por várias famílias para o cultivo de hortaliças e espécies frutíferas.
De acordo com os especialistas, índios que moravam nessas regiões tinham o hábito de queimar de forma controlada materiais orgânicos, como restos de alimentos, o que produziu a terra preta, fruto de um longo processo histórico que pode ter ocorrido antes mesmo da chegada dos colonizadores à região.
Para Newton Falcão, a ideia é fazer com que os estudos permitam atingir um manejo de resíduos orgânicos como folhas, ossos e restos de alimento no solo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email