A alma oculta profundezas onde o pensamento raras vezes desce, porque mil objetos externos ocupam-no incessantemente. É preciso aprender a fiscalizar os pensamentos, a discipliná-los, a imprimir-lhes uma direção determinada, um fim nobre e digno.

O estudo silencioso e recolhido da literatura racionalista cristã é sempre fecundo para o desenvolvimento do pensamento. É no silêncio que se elaboram as obras fortes. Há também a prática da limpeza psíquica.

Na irradiação bem direcionada o indivíduo se concentra, volta-se para o lado transcendente das coisas. A luz do mundo espiritual banha-o com suas ondas. Portanto, disciplinar os pensamentos significa disciplinar a vida, e escolher caminhos mais seguros. Na nascente de todos os atos, palavras e ideias estão os pensamentos. Instrumento poderoso para a construção de uma vida renovada e mais espiritualizada.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email