Instituto reduz previsão para o PIB

O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) revisou a previsão de crescimento da economia neste ano de 2% para uma faixa entre 0,2% e 1,2%.
De acordo com estudo publicado pelo órgão, ligado ao governo federal, a revisão se deve à surpresa com o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) divulgado pelo IBGE no começo de junho.
“A motivação para a mudança foi o resultado inesperado, para nós, do PIB do primeiro trimestre de 2009. Esperávamos que a economia crescesse 0,1% ou ficasse estagnada, mas houve uma queda, relativa ao trimestre anterior, de 0,8%”, disse João Sicsú, diretor do Ipea.
Sicsú disse esperar que, depois da queda no PIB registrada no último trimestre de 2008 e no começo de 2009, haja uma recuperação. Para os últimos três trimestres do ano, o instituto prevê uma expansão de, respectivamente, 2%, 2,3% e 2,4%.
A previsão do Ipea, de que o crescimento pode ficar em apenas 0,2%, na pior das hipóteses, é a mais pessimista feita por um órgão estatal.
O Banco Central, por exemplo, revisou no mês de junho sua projeção de crescimento da economia em 2009 de 1,2% para 0,8%. No relatório orçamentário, que traz a previsão oficial do governo, a estimativa é de uma expansão de 1%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email