Instituições realizam mutirão da cidadania

Por Richard Rodrigues

O Banco do Brasil promove hoje, em parceria com a Fenacon (Federação Nacional das Empresas de serviços), MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio exterior), Sebrae, e Receita Federal do Brasil, a segunda etapa do Mutirão da Cidadania Empresarial em todo o país.
Em Manaus, o Mutirão acontece das 11h às 18 horas, no Ginásio Zezão, no bairro São José, situado na zona leste da cidade. “O local escolhido para o evento deste ano foi a zona leste, onde se concentra mais de 1/3 da população residente em Manaus, e número de empresas informais é alto”, informou o analista do Banco do Brasil, Adelson Maciel Dantas.
O Banco do Brasil e as instituições que realizam o mutirão apostam que ações de apoio à formalização de empreendedores, que atualmente se encontram da informalidade, poderá promover o desenvolvimento sustentável das empresas regional e localmente, por meio de financiamento às atividades produtivas e, consequentemente gerar trabalho e renda nas comunidades locais.
Durante o evento, o empresário terá a sua disposição funcionários das instituições participantes reunidos no local, e além de receberem as informações adequadas para a formalização de suas empresas, também serão prestadas orientações técnicas, empresariais e credíticias aos empreendedores informais que já possuem negócio e pretendem expandir o seu empreendimento, conquistar mercados e ter acesso a linha de crédito com taxa de juros e prazos adequados às pequenas empresas
“Ao formalizar a sua empresa, o empreendedor pode usufruir de incentivos fiscais, participar de concorrência pública, solicitar empréstimos e financiamentos em instituições financeiras e de desenvolvimento, entre outras vantagens”, informou Adelson.

Números
altos
Segundo pesquisa realizada pelo Banco do Brasil, atualmente existem dez milhões de empresas informais no Brasil, e no Estado do Amazonas existem 166 mil empreendimentos que atuam na ilegalidade. A entidade informou que durante o mutirão, o empresário terá a sua disposição funcionários das instituições participantes reunidos no local, e além de receberem as informações adequadas para a formalização de suas empresas, onde serão prestadas orientações técnicas, empresariais e credíticias aos empreendedores informais que já possuem negócio e pretendem expandir o empreendimento, conquistar mercados e ter acesso a linha de crédito com taxa de juros e prazos adequados às pequenas empresas.
Na primeira etapa do mutirão, que aconteceu de 20 a 23 de novembro do ano passado, em 252 municípios brasileiros, foram realizados mais de 20 mil atendimentos. Para esse ano a expectativa é de 25 mil participantes, informou o banco. Os administradores das 15 agências do Banco do Brasil, situadas em Manaus se comprometeram em convidar cinco donos de empresas ilegais para conhecerem as vantagens que podem usufruir ao legalizar o seu empreendimento, disse o analista.
O evento abrange todo o território nacional, em torno de 260 municípios. No Amazonas, além da capital, o evento também será realizado nos municípios de Coari e Itacoatiara.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email